Cineground: cinema queer e underground no Porto

Mariana Gonçalves

Arranca hoje o novo ciclo de cinema da Sombra, com apoio da Queer Lisboa, da AEFBAUP e do instituto de investigação I2ADS. Desta feita, o ciclo é dedicado à Cineground, produtora portuguesa que esteve em actividade durante a década de 70, tendo as sessões lugar às 21h00, na Aula Magna da FBAUP, nos dias 31 de Março, 7 e 21 de Abril.

 

Fundada logo após a Revolução de Abril, pela parceria Óscar Alves e João Paulo Ferreira, a Cineground (1975) foi um grupo que se caracterizou por fazer uma primeira tentativa de comercialização de filmes em Super8, em pequenas 'salas de diversão' em Portugal (boîtes e clubes nocturnos). Esses seriam na época os locais de eleição para a divulgação desta cinematografia de carácter queer e underground  (na origem do nome da produtora).

 

 

Com escassos recursos de produção e uma equipa técnica reduzida, a Cineground logrou a criação de 9 títulos durante o seu curto tempo de actividade: O Charme Indiscreto de Epifânia Sacadura (1975), Solidão Povoada (1976), Fatucha Super Star - Ópera Rock...Bufa (1976), Os Demónios da Liberdade (1976), Goodbye Chicago (1978), As Aventuras e Desventuras de Julieta Pipi (1978) (conhecidos). Trauma (1976), Tempo Vazio (1977) e Ruínas (1978) da autoria de João Paulo Ferreira não existem em arquivo, crendo-se que terão sido 'oferecidos' pelo autor à Cinemateca Russa (Fonte: Queer Lisboa).

 

 

Nos filmes encontramos representações de sexualidades, classificadas na década de 60/70 como ainda desviantes, e na linguagem empregue uma apropriação do 'jargão' e estereótipos negativos que lhes seriam atribuídos. Da mesma forma, a sátira aos falsos moralismos e a linguagem subliminar remetem-nos para as décadas antecedentes de repressão ditatorial e seus resquícios no imaginário dos portugueses. A ‘experiência do normativo’ terá agudizado a tendência do desviante, a resistência, e finalmente, liberdade conquistada na materialização destes registos, que constituem um exemplo de como a arte se pode tornar política.

 

 



Artigos relacionados:

Sombra: cineclube voador a altitude variável
L’Ecume des Jours Will Not Tear Us Apart
Kim Longinotto: uma Mulher e uma Câmara

  • VIRAL
    Com o apoio à comunicação da Viral Agenda, lança-se hoje dia 2 de Abril 2020 a RELI — Rede de Livrarias Independentes.
  • VIRAL
    Sabe como categorizar e encaixar os vários tipos de actividades, com exemplos concretos e recomendações para uma boa orientação por esta selva de coisas a acontecer.
  • VIRAL
    Descobre quais as estratégias ninja para publicares na VIRAL AGENDA gratuitamente e aumentares o alcance dos teus eventos.
  • ROTEIRO
    Um relato informado e apurado sobre a edição do NOS Primavera Sound de 2019
  • ROTEIRO
    Não se enganem, falar do Tremor é falar de um festival de música a sério.
  • FENÓMENOS
    Concursos bienais de apoio às artes abrem a 28 de Março, serão distribuídos mais de 18 Milhões de euros.
  • VIRAL
    O Facebook mudou a forma de exportar os eventos para outras plataformas como a VIRAL AGENDA. Descobre como é simples.
  • VIRAL
    Não gostas de publicidade? Compreendemos perfeitamente, mas dá-nos uma atenção, abrindo a excepção.
  • VIRAL
    O Facebook alterou recentemente a política e acesso aos dados, restringindo temporariamente a divulgação de eventos.
  • ROTEIRO
    Actividades de sobra para esta páscoa, especialmente para as crianças e família
  • ROTEIRO
    Revelado o cartaz do Primavera Sound deste ano, aqui fica o relato inédito de Señor Pelota da edição de 2017.
  • ROTEIRO
    Uma exposição de Ivo Purvis sem receita nem prescrição, sem briefing nem cliente.
  • ROTEIRO
    O New Art Fest projecta sobre Lisboa propostas promissoras no campo da cultura digital.
  • ROTEIRO
    Nostalgia, revivalismo e clássicos aos molhes no Teatro Aveirense.
  • ROTEIRO
    Será possível uma cultura alternativa em Aveiro? Com certeza.
  • ROTEIRO
    Actividades para miúdos e graúdos, e uma impressionante selecção musical.
  • ROTEIRO
    Ganha 5 convites duplos para a edição de 2016 do Festival FORTE!!!
  • ROTEIRO
    DJ e radialista, Señor Pelota fala-nos de 3 dias de grande música, sem filas nem atropelos.
  • ROTEIRO
    Uma noite com raízes sonoras em Detroit e os olhos postos no clássico de Kubrick.
  • ROTEIRO
    7 eventos a não perder este fim-de-semana em Lisboa!