Para além do zero e do um

Irmãos Génios

Na ressaca do Future Places, no Porto, e do Semibreve, em Braga, e em antevésperas do festival Madeiradig, na Ilha da Madeira, chegou a vez de Lisboa nos surpreender com um fresquíssimo evento dedicado à cultura digital.

Dirigido pelo artista António Cerveira Pinto, The New Art Fest afirma-se como um evento internacional dedicado aos “new media, post-internet art e internet of things” e apresenta, de 3 a 10 de Novembro, uma prometedora diversidade de projectos de criadores nacionais e estrangeiros, em áreas como a instalação multimédia, projecção e performance audiovisual e a realidade aumentada.



Na intersecção entre a arte, a tecnologia e a ciência, o festival não se circunscreve a um espaço físico, desdobrando-se pelo contrário de forma rizomática por uma Lisboa física e virtual: do Museu Nacional de História Natural e da Ciência ao Mercado da Ribeira, passando pelas montras de lojas no Chiado e diversos suportes audiovisuais da cidade, e marcando ainda presença no tão badalado Web Summit.

André Sier, Carlos Noronha Feio, Eva and Franco Matte, Leonel Moura, Lynn Hershman Leeson, Margarida Sardinha, Mateusz Herczka, Miguel Palma, Miza Coplin e John Klima são alguns dos artistas convidados para expor ao longo de diferentes contextos programáticos com nomes sugestivos como bit street, bending ou continuum.



 

Um dos destaques do evento vai para a performance do inglês Ryan Kirkbride e da colombiana Alexandra Cárdenas, que terá lugar hoje, dia 4 de Novembro, às 21h30 no Mercado da Ribeira. Em Flâneuse, Cárdenas utiliza a técnica conhecida como live coding para manipular em tempo real os sons recolhidos nas várias cidades por onde vai passando, como Tóquio, Berlim ou Cidade do México.

Bastante utilizada nas artes performativas, o live coding é uma técnica de programação em tempo real usada para criar e processar, de forma improvisada, conteúdos digitais, sobretudo som e imagem. Frequentemente, código é projectado à medida que vai sendo escrito, tornando assim o processo de criação visível para o público.



 

Segundo a organização, o festival pretende explorar e optimizar o potencial de Lisboa enquanto coordenada estratégica de "aproximação criativa entre África, a América e o Oriente". Este primeiro ciclo completa-se no dia 10 de Novembro com um seminário sobre a inovação cognitiva nas artes contemporâneas a realizar no MNHNC, do qual participarão enquanto oradores Rudolfo Quintas, Adelaide Ginga, José Oliveira, Leonel Moura e Miguel Petchkovsky.

  • ROTEIRO
    Um relato informado e apurado sobre a edição do NOS Primavera Sound de 2019
  • ROTEIRO
    Não se enganem, falar do Tremor é falar de um festival de música a sério.
  • VIRAL
    Houve mudanças. Lê sobre as melhores estratégias ninja para publicares na VIRAL AGENDA gratuitamente e aumentares o alcance dos teus eventos.
  • FENÓMENOS
    Concursos bienais de apoio às artes abrem a 28 de Março, serão distribuídos mais de 18 Milhões de euros.
  • VIRAL
    O Facebook mudou a forma de exportar os eventos para outras plataformas como a VIRAL AGENDA. Descobre como é simples.
  • VIRAL
    Não gostas de publicidade? Compreendemos perfeitamente, mas dá-nos uma atenção, abrindo a excepção.
  • VIRAL
    O Facebook alterou recentemente a política e acesso aos dados, restringindo temporariamente a divulgação de eventos.
  • ROTEIRO
    Actividades de sobra para esta páscoa, especialmente para as crianças e família
  • ROTEIRO
    Revelado o cartaz do Primavera Sound deste ano, aqui fica o relato inédito de Señor Pelota da edição de 2017.
  • ROTEIRO
    Uma exposição de Ivo Purvis sem receita nem prescrição, sem briefing nem cliente.
  • ROTEIRO
    O New Art Fest projecta sobre Lisboa propostas promissoras no campo da cultura digital.
  • ROTEIRO
    Nostalgia, revivalismo e clássicos aos molhes no Teatro Aveirense.
  • ROTEIRO
    Será possível uma cultura alternativa em Aveiro? Com certeza.
  • ROTEIRO
    Actividades para miúdos e graúdos, e uma impressionante selecção musical.
  • ROTEIRO
    Ganha 5 convites duplos para a edição de 2016 do Festival FORTE!!!
  • ROTEIRO
    DJ e radialista, Señor Pelota fala-nos de 3 dias de grande música, sem filas nem atropelos.
  • ROTEIRO
    Uma noite com raízes sonoras em Detroit e os olhos postos no clássico de Kubrick.
  • ROTEIRO
    7 eventos a não perder este fim-de-semana em Lisboa!
  • ROTEIRO
    7 cenas mesmo fixes para fazer durante o fim-de-semana prolongado no Porto!
  • SINTOMAS
    Estar na moda ou praticar um consumo responsável? Porque não os dois?