De Portas Abertas para o Mundo: Pantónio

Irmãos Génios
Intitula-se “ir” a exposição que Pantónio apresenta no próximo Sábado dia 23 de Fevereiro em Lisboa. E esse parece ser, de facto, um dos verbos preferidos do artista.

 

Nas suas próprias palavras, esta exposição é "um trabalho de figuração acerca do ir e do ímpeto da deslocação e das suas cargas". Cansado de trabalhar como mercenário a soldo da engrenagem corporativa, Pantónio abandonou um dia os meandros do Design e da publicidade para se deslocar ele também em direcção a um estilo de vida mais de acordo consigo próprio.

Além do trabalho, livrou-se de outras cargas, como o impulso coleccionista - essa acumulação de objectos típica de quem sempre viveu numa casa. Livrou-se da casa propriamente dita. Apesar de certas limitações – electricidade, água corrente, espaço… – viver numa carrinha proporcionou-lhe uma maior proximidade com o aqui e o agora, lugar que é seu por excelência. Largar o trabalho e dedicar-se àquilo de que realmente gosta permitiu-lhe ainda sacrificar o resultado para abraçar o processo, e passar mais tempo na rua, a viver e a divertir-se. É que o trabalho deste artista urbano nascido nos Açores não obedece a templates nem a fórmulas pré-concebidas: desenvolve-se pelo contrário a partir das coincidências, do momento, deixando-se transformar consoante o local e o contexto.

 

 

De porta aberta para o mundo, algures entre as latas de tinta e a (sua própria) metafísica, Pantónio vive assim o dia-a-dia na brincadeira: passeia balões, vende o país aos chineses, vira-o ao contrário, joga Pacman nas ciclovias, dominó nas paragens de autocarro, e pinta. Pinta paredes, móveis, pedras, troncos de árvore e - confessa - nutre um especial carinho por barcos.

 

 

Curiosamente, embora tenha por diversas vezes ludibriado a autoridade durante as suas intervenções urbanas, foi na sequência de estar a pintar um vidrão a convite da Câmara Municipal de Lisboa, que foi aterrar de cabeça no banco de trás de um carro da polícia, vítima da subtil diplomacia de um Agente Geraldes em dia não. À charmosa tirada - "Ó artista, eu é que tenho a faca e o queijo, o teu papel não serve de nada!" - seguiram-se, já na esquadra, as desculpas da Agente Carla Jorge, que "até já tinha visto na televisão que este era o mês da cultura em Lisboa".

 

 

Embora Pantónio não considere propriamente "Acções" as suas acções de rua (preferindo pensar nestas como algo que acontece quando se faz o que se gosta e se está no sítio certo no momento certo) a adrenalina e clandestinidade do seu processo artístico fazem com que se sinta uma espécie de agente secreto num filme de espionagem, onde constantemente subverte as regras do jogo, num convite à surpresa ou inesperada lucidez de quem passa: “o essencial é saber ver”.

 

 

No próximo Sábado dia 23 de Fevereiro, a partir das 21h, abandonamos nós também as cargas do quotidiano para nos deslocarmos ao nº 110 da Rua das Janelas Verdes, em frente ao Museu de Arte Antiga de Lisboa, e abrimos as portas ao trabalho que Pantónio tem para nos mostrar. Está no ir?

 

 


Estimula-apoia-encoraja-endossa

PANTÓNIO Website PANTÓNIO Facebook

  • VIRAL
    Sabe como categorizar e encaixar os vários tipos de actividades, com exemplos concretos e recomendações para uma boa orientação por esta selva de coisas a acontecer.
  • VIRAL
    Descobre quais as estratégias ninja para publicares na VIRAL AGENDA gratuitamente e aumentares o alcance dos teus eventos.
  • ROTEIRO
    Um relato informado e apurado sobre a edição do NOS Primavera Sound de 2019
  • ROTEIRO
    Não se enganem, falar do Tremor é falar de um festival de música a sério.
  • FENÓMENOS
    Concursos bienais de apoio às artes abrem a 28 de Março, serão distribuídos mais de 18 Milhões de euros.
  • VIRAL
    O Facebook mudou a forma de exportar os eventos para outras plataformas como a VIRAL AGENDA. Descobre como é simples.
  • VIRAL
    Não gostas de publicidade? Compreendemos perfeitamente, mas dá-nos uma atenção, abrindo a excepção.
  • VIRAL
    O Facebook alterou recentemente a política e acesso aos dados, restringindo temporariamente a divulgação de eventos.
  • ROTEIRO
    Actividades de sobra para esta páscoa, especialmente para as crianças e família
  • ROTEIRO
    Revelado o cartaz do Primavera Sound deste ano, aqui fica o relato inédito de Señor Pelota da edição de 2017.
  • ROTEIRO
    Uma exposição de Ivo Purvis sem receita nem prescrição, sem briefing nem cliente.
  • ROTEIRO
    O New Art Fest projecta sobre Lisboa propostas promissoras no campo da cultura digital.
  • ROTEIRO
    Nostalgia, revivalismo e clássicos aos molhes no Teatro Aveirense.
  • ROTEIRO
    Será possível uma cultura alternativa em Aveiro? Com certeza.
  • ROTEIRO
    Actividades para miúdos e graúdos, e uma impressionante selecção musical.
  • ROTEIRO
    Ganha 5 convites duplos para a edição de 2016 do Festival FORTE!!!
  • ROTEIRO
    DJ e radialista, Señor Pelota fala-nos de 3 dias de grande música, sem filas nem atropelos.
  • ROTEIRO
    Uma noite com raízes sonoras em Detroit e os olhos postos no clássico de Kubrick.
  • ROTEIRO
    7 eventos a não perder este fim-de-semana em Lisboa!
  • ROTEIRO
    7 cenas mesmo fixes para fazer durante o fim-de-semana prolongado no Porto!