G3: net.Art e Provocação Made in Portugal

Irmãos Génios

net.artnet.artnet.artnet.artnet.artnet.artnet.art
G3 aka Filipe Matos

 

Quem conhece o trabalho de Design de Filipe Matos para marcas como a Optimus ou a Pantene não imagina que, nas profundezas do seu laboratório secreto, se desmultiplica uma parafernália de insólitas peças de net.Art capazes de arrancar uma gargalhada de pura delícia ao mais acabrunhado dos hackers da velha guarda. Foi numa dessas nocturnas deambulações semiconscientes pelos meandros da sempre surpreendente World Wide Web que tropeçámos no seu website G3, onde além do trabalho mais institucional podem ser encontrados esses verdadeiros tesouros da experimentação online.

Uma forma retorcidamente astuta de criar arte na e através da rede que a vira do avesso e lhe ilumina as costuras escondidas.

Fomos ainda, de seguida e pelo mesmo método, virtualmente abduzidos pela sua página de Facebook: aqui Filipe Matos apropria-se, numa atitude algo semelhante (contudo numa estética bastante distinta) ao famoso Glitchr, dos erros da própria plataforma, explorando a desconstrução desta através da subversão da sua linguagem e modos de funcionamento. Desmultiplicado nos seus vários alter-egos - Filipe Matos, Ellen Ripley, Hal Nine Thousand – o artista cria interacções e duelos entre as personagens, resultando em adventos cósmicos como o reaparecimento da persona Filipe Matos sob a forma de Cristo Renascido ou a eventual expulsão por parte do Facebook do heterónimo Hal Nine Thousand por suposta “falta de identificação”. Ou de comparência aos treinos, quem sabe.


G3 desktop1
G3 aka Filipe Matos

 

G3 desktop2
G3 aka Filipe Matos

 

A net.Art, forma de expressão artística surgida com a popularização da Internet a meados dos anos 90 do século passado, inspira-se na linguagem comunicativa - explícita e implícita – da própria rede, corrompendo muitas vezes essa mesma linguagem, e deturpando meio e mensagem num contexto de colorida subversão e ironia digital. Alex Shulgin, Cosic, Heath Bunting, Olia Lialina, o colectivo JODI e Franco Mattes aka 0100101110101101.ORG são alguns dos percursores desta forma retorcidamente astuta de criar arte na e através da rede, que a vira do avesso e lhe ilumina as costuras escondidas por entre erros interactivos e sarcásticas interferências.

Embora tendo em conta iniciativas como a Virose que, surgida no Porto em 1997, foi a primeira comunidade online portuguesa a promover uma reflexão sobre o tema, o CADA - Centro de Artes Digitais Atmosferas, ou a galeria virtual Net.Arte, promovida pela Direcção Geral das Artes, o fenómeno da net.Art parece ter-se manifestado com relativa timidez em Portugal quando visto à luz do prolífero panorama internacional.


european trash
G3 aka Filipe Matos

 

Talvez por isso também tenhamos sucumbido de maneira tão natural à visão distorcida deste Senhor dos Pixéis. Por isso e porque dos simples fundos desmantelados, às paródias de Facebook, passando pelos desktops interactivos do inferno, identificámos no trabalho de Filipe de Matos algo de muito familiar: a mesma vontade disruptiva que nos levou em última instancia a criar a plataforma VIRAL, uma vontade incomensurável de ver o circo a arder.

gif animado G3
G3 aka Filipe Matos

 

Descarrega a colecção de wallpapers do projecto G3 na secção Transferências!

 


Estimula-apoia-encoraja-endossa
G3 Website G3 Facebook G3 Flickr
  • VIRAL
    Sabe como categorizar e encaixar os vários tipos de actividades, com exemplos concretos e recomendações para uma boa orientação por esta selva de coisas a acontecer.
  • VIRAL
    Descobre quais as estratégias ninja para publicares na VIRAL AGENDA gratuitamente e aumentares o alcance dos teus eventos.
  • ROTEIRO
    Um relato informado e apurado sobre a edição do NOS Primavera Sound de 2019
  • ROTEIRO
    Não se enganem, falar do Tremor é falar de um festival de música a sério.
  • FENÓMENOS
    Concursos bienais de apoio às artes abrem a 28 de Março, serão distribuídos mais de 18 Milhões de euros.
  • VIRAL
    O Facebook mudou a forma de exportar os eventos para outras plataformas como a VIRAL AGENDA. Descobre como é simples.
  • VIRAL
    Não gostas de publicidade? Compreendemos perfeitamente, mas dá-nos uma atenção, abrindo a excepção.
  • VIRAL
    O Facebook alterou recentemente a política e acesso aos dados, restringindo temporariamente a divulgação de eventos.
  • ROTEIRO
    Actividades de sobra para esta páscoa, especialmente para as crianças e família
  • ROTEIRO
    Revelado o cartaz do Primavera Sound deste ano, aqui fica o relato inédito de Señor Pelota da edição de 2017.
  • ROTEIRO
    Uma exposição de Ivo Purvis sem receita nem prescrição, sem briefing nem cliente.
  • ROTEIRO
    O New Art Fest projecta sobre Lisboa propostas promissoras no campo da cultura digital.
  • ROTEIRO
    Nostalgia, revivalismo e clássicos aos molhes no Teatro Aveirense.
  • ROTEIRO
    Será possível uma cultura alternativa em Aveiro? Com certeza.
  • ROTEIRO
    Actividades para miúdos e graúdos, e uma impressionante selecção musical.
  • ROTEIRO
    Ganha 5 convites duplos para a edição de 2016 do Festival FORTE!!!
  • ROTEIRO
    DJ e radialista, Señor Pelota fala-nos de 3 dias de grande música, sem filas nem atropelos.
  • ROTEIRO
    Uma noite com raízes sonoras em Detroit e os olhos postos no clássico de Kubrick.
  • ROTEIRO
    7 eventos a não perder este fim-de-semana em Lisboa!
  • ROTEIRO
    7 cenas mesmo fixes para fazer durante o fim-de-semana prolongado no Porto!