Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.

Espanhem-me por favor! …ou nem por isso

Mafalda Martins

Mostra Espanha 2013: Gervasio Sánchez – Niñas (Sarajevo, 1993)

 

 

Rogo a Espanha para que nos reconquiste de modo urgente e definitivo! ...era o poema cáustico daquela sessão das Quintas de Leitura de há uns 6 ou 7 anos atrás. Hoje dificilmente evocaríamos a ideia... Mas Espanha está cá, com uma antologia do fotojornalista Gervasio Sánchez e outras coisas.

Sobre o sítio onde o mar se acabou e a terra espera, de Pessoa, Saramago profetizou que, lá no Norte, ao meio, os Pirinéus e a Península Ibérica se transformam numa ilha, trazendo agarrada a si Andorra e largando Gibraltar no meio do mar, e fez nascer uma federação com portugueses e espanhóis unidos na diversidade.

A mesma ideia estava nas palavras lidas de forma mordaz por Isaque Ferreira nessa sessão já antiga das Quintas de Leitura, reuniões que o diseur definiu como muito perto dos lugares impossíveis, do inexplicável, da utopia… O poema que nos chamava a Espanha está na Pornografia Erudita de valter hugo mãe, a que se pode colar hoje, a propósito do que é a poesia, um fragmento do seu novo romance, A Desumanização, apresentado numa das últimas Quintas de 2013: A poesia é a linguagem segundo a qual deus escreveu o mundo. Disse o meu pai. Nós não somos mais do que a carne do poema.

 


Menina Limão: Quintas de Leitura com Pedro Mexia, leituras de Teresa Coutinho, Rita Loureiro e Adriana Faria, música de Ana Deus/Osso Vaidoso e Ricardo Caló/Peixe Graúdo), dança com Olga Roriz, imagem de Menina Limão (2012).

 

 

Estas foram apenas duas das já 150 edições das Quintas de Leitura do Teatro do Campo Alegre programadas por João Gesta ao longo de 12 anos de salas cheias e sessões incríveis, números invulgares para um ciclo poético, certamente explicados pela combinação não convencional de escritores, músicos, bailarinos e outros artistas, alguns aqui dados a conhecer, entre valter hugo mãe, José Luís Peixoto, Gonçalo M. Tavares, Manuel António Pina, Vasco Graça Moura, Jorge Sousa Braga ou Rui Reininho, Pedro Abrunhosa, Bernardo Sassetti, Lula Pena, Clã, Dead Combo, António Zambujo, O’questrada, Samuel Úria, Norberto lobo, Best Youth ou Vera Mantero, Margarida Mestre, Luís Guerra, Mafalda Deville... só para referir alguns.

 


Sara Moutinho: Quintas de Leitura com João Luís Barreto Guimarães e Golgona Anghel à conversa com Filipa Leal, leituras de Teresa Coutino e Rui Spranger, música de Joana Bagulho e Miguel Araújo, imagem de Joana Rego (2013)

 

 

O Teatro do Campo Alegre tem novas Quintas para o primeiro trimestre de 2014: a 23 de janeiro, o poeta Nuno Júdice apresentado pelo jornalista Nicolau Santos, leituras de Teresa Coutinho e João Paulo Costa, com o saxofonista Mário Dinis Marques, fotografia de Nelson D’Aires e música de Elisa Rodrigues; a 27 de fevereiro, a presença do geógrafo/performer Álvaro Domingues e do poeta João Habitualmente, com o artista plástico JAS, leituras de Isaque Ferreira e música de CAPICUA; e a 20 de março, o convidado António Mega Ferreira à conversa com Fernando Luís Sampaio, com leituras de Filipa Leal e Pedro Lamares, o pianista Filipe Pinto-Ribeiro, imagem de João Queiroz, performance de Elisabete Francisco e música de Samuel Úria.

... e desse sonho ibérico que se lembrou aqui para dar o mote, não seremos hoje mais do que uma breve sucursal da grande corporação a oeste.

 


Mostra Espanha 2013: Gervasio Sánchez – Centro de detención Tuol Sleng (Cambodja, 2007) 

 

 

O instante decisivo


E se podemos ser carne do poema, somos definitivamente carne para canhão. E fala-se agora de fotojornalismo puro. A Antologia Gervasio Sánchez mostra o itinerário de 30 anos deste fotógrafo, jornalista e correspondente de guerra, que cobriu de forma independente e inconformada os cenários de guerra na América Latina, Europa, Ásia e África, de 1984 até hoje.

Lê-se algures nas fontes virtuais sobre a norma do jornalista de guerra nunca poder tomar partido num conflito, regra que este fotógrafo desconhecido além-reino-vizinho não cumpre, pois em vez de reportar, denuncia: toma partido das vítimas. Mais do que qualquer palavra, confirma-se a fotografia como a única linguagem capaz de captar, num só instante, a nobreza e a infâmia do ser humano.

Entre a dependência da adrenalina óbvia deste ofício e muito provavelmente a incapacidade de voltar atrás perante o testemunho de tais realidades – o bastante para desconstruir, ou destruir completamente, a capacidade de viver e aceitar o mundo real – o trabalho deste fotógrafo apela à reflexão crítica sobre as consequências desta ordem mundial, designadamente da guerra, no futuro da humanidade.

E, à parte do valor histórico e documental do que é mostrado, pode ser esse mesmo o grande foco: o de ver a cru – não aconselhável a pessoas-com-pouco-estômago, nem a crianças... como lhes poderíamos explicar tal ! – aquilo que optamos por ignorar quotidianamente.

 


Mostra Espanha 2013: Gervasio Sánchez – Anita Rojas con la maleta de su hijo desaparecido em 1975 (Chile, 2000)


 

A Antologia Gervasio Sánchez está em exposição no Centro Português de Fotografia, no Porto, até 2 de Março de 2014, e é um dos momentos da Mostra Espanha 2013, que tem em curso um vasto programa no Porto, Lisboa, Coimbra e Almada.

Da palavra afinada à imagem crua, do ideal ibérico ao estado-filial-da-gigante-empresa-anónima, da poesia à fotografia, da evocação ao mundo real, de Portugal e de Espanha, são propostas de agenda para quem não quer viver adormecido.

  • VIRAL
    Com o apoio à comunicação da Viral Agenda, lança-se hoje dia 2 de Abril 2020 a RELI — Rede de Livrarias Independentes.
  • VIRAL
    Sabe como categorizar e encaixar os vários tipos de actividades, com exemplos concretos e recomendações para uma boa orientação por esta selva de coisas a acontecer.
  • VIRAL
    Descobre quais as estratégias ninja para publicares na VIRAL AGENDA gratuitamente e aumentares o alcance dos teus eventos.
  • ROTEIRO
    Um relato informado e apurado sobre a edição do NOS Primavera Sound de 2019
  • ROTEIRO
    Não se enganem, falar do Tremor é falar de um festival de música a sério.
  • FENÓMENOS
    Concursos bienais de apoio às artes abrem a 28 de Março, serão distribuídos mais de 18 Milhões de euros.
  • VIRAL
    O Facebook mudou a forma de exportar os eventos para outras plataformas como a VIRAL AGENDA. Descobre como é simples.
  • VIRAL
    Não gostas de publicidade? Compreendemos perfeitamente, mas dá-nos uma atenção, abrindo a excepção.
  • VIRAL
    O Facebook alterou recentemente a política e acesso aos dados, restringindo temporariamente a divulgação de eventos.
  • ROTEIRO
    Actividades de sobra para esta páscoa, especialmente para as crianças e família
  • ROTEIRO
    Revelado o cartaz do Primavera Sound deste ano, aqui fica o relato inédito de Señor Pelota da edição de 2017.
  • ROTEIRO
    Uma exposição de Ivo Purvis sem receita nem prescrição, sem briefing nem cliente.
  • ROTEIRO
    O New Art Fest projecta sobre Lisboa propostas promissoras no campo da cultura digital.
  • ROTEIRO
    Nostalgia, revivalismo e clássicos aos molhes no Teatro Aveirense.
  • ROTEIRO
    Será possível uma cultura alternativa em Aveiro? Com certeza.
  • ROTEIRO
    Actividades para miúdos e graúdos, e uma impressionante selecção musical.
  • ROTEIRO
    Ganha 5 convites duplos para a edição de 2016 do Festival FORTE!!!
  • ROTEIRO
    DJ e radialista, Señor Pelota fala-nos de 3 dias de grande música, sem filas nem atropelos.
  • ROTEIRO
    Uma noite com raízes sonoras em Detroit e os olhos postos no clássico de Kubrick.
  • ROTEIRO
    7 eventos a não perder este fim-de-semana em Lisboa!