21:30 até às 19:00
Cartography for Peace

Cartography for Peace

  • Destaque
  • Evento terminado
Raramente o caminho para a Paz é linear. Mas, e se fosse possível cartografar a Paz? Certamente exigiria pensar nos seus fluxos e refluxos. Nos recuos e avanços. Acima de tudo, implicaria parar, pensar, sentir... o Outro. 

| | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | | |

Sobre a Exposição:
Exposição individual de SUZANA QUEIROGA - “Cartography for Peace“
Galeria SPUTENIK the Window
Rua do Bonjardim 1340 4000-123, Porto

Horário: de quinta a sábado, das 17h30 às 20h30 (por marcação)
E-mail: sputenik169@gmail.com
Inauguração: 26 de janeiro de 2019, às 21h30
Encerramento: 16 de março 2019

“Cartography for Peace“ é um ensaio em papel livre, e inédito, com quase-modelos para obras tridimensionais, em grande escala, que irão tomar forma numa futura “escultura/instalação“. Trata-se de uma obra-projeto que visa gerar uma pausa no espectador e reunir subjetividades em torno da Paz, do conceito lato ou intrínseco, que habita em cada um de Nós ou fora do Ser Coletivo. 

Em “Cartography for Peace“, a artista Suzana Queiroga explora ora mapas inventados, ora estuda as diferentes regiões, plantas citadinas e os tecidos urbanos, traduzindo-os em materiais como o papel, guache e recortes. Esta exposição partiu de um estudo sobre os sistemas e subsistemas citadinos, redes visíveis e invisíveis existentes nas metrópoles, sejam estas, redes de telecomunicações, de transportes, de eletricidade, de alimentação ou redes de histórias e pensamentos. 

Tal como as cidades, enquanto organismos vivos e em constante mutação, também a obra de Suzana Queiroga, patente na galeria Sputenik the Window, traduz este devir e vontade de fuga. A ideia passa por conferir uma dimensão pública às suas obras de arte - algo que está bem patente no seu já vasto currículo artístico. Nas palavras da artista, “Cartography for Peace“ dá assim o mote a uma obra futura que seja percecionada em coletivo e que permita «instaurar um local de convívio, de relaxamento e de introspeção na forma de um mapa a ser caminhado, que possua locais destinados ao repouso, como num jardim medidativo» e sensorial, com ervas aromáticas e outros materiais a serem experimentados, sublinha a artista luso-carioca. 

Refira-se que as 11 obras em exposição foram desenvolvidas no âmbito da residência artística de Queiroga na AIR 351 - Art in Residence International Program, de setembro a dezembro de 2018. «A transposição de escalas, de aromas, o convívio entre matérias vivas e materiais artísticos conduziram a uma abertura de novos circuitos no seu trabalho, sem nunca perder de vista a sua matriz cartográfica, sensorial, agregadora e a possibilidade de reconfiguração permanente da obra», sublinha a curadora desta mostra, Luísa Especial, diretora artística e co-fundadora da AiR 351 - Art in Residence.

Esta exposição é o culminar de uma vasta pesquisa de Suzana Queiroga dedicada aos estudos de Cartografia e da Forma Urbana. Em algumas obras que agora vão estar patentes no Porto foram utilizadas as bases do FormaUrbis Lab, da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa.

“Cartography for Peace“ conta com o apoio da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro; com a CAPES/UFRJ e a Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa



Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android
}