Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
18:00 até às 02:00
1 000 056.º Aniversário da Arte

1 000 056.º Aniversário da Arte

No dia 17 de janeiro de 1974, Ernesto de Sousa organizou uma festa comemorativa do 1 000 011.º Aniversário da Arte em Portugal, no Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (CAPC). Passados 44 anos sobre esse evento, o CAPC promove um novo dia de festa com um vasto programa que começa com a republicação da carta-convite original — assinada por Robert Filliou, Ernesto de Sousa, Alberto Carneiro e João Dixo —, acompanhada de um ensaio que Jorge Pais de Sousa escreveu sobre o Manifesto do Aniversário da Arte.

Todos os que nos apresentaram as mais diversas propostas na Open Call que fizemos para este dia, foram convidados a participar numa discussão coletiva (com António Olaio, Joana Monteiro, Jorge Neves e José Miguel Pereira), da qual resultou o programa que no dia 17 de janeiro de 2019, quinta-feira, começa às 18 horas e estende-se até à madrugada seguinte.

No Círculo Sede, na Rua Castro Matoso, onde está patente No dia seguinte está o agora, a exposição que Nuno Sousa Vieira e Cristina Mateus conceberam para assinalar os 60 anos do Círculo, e onde se encontram obras da nossa história e criações de jovens artistas, neste dia de festa vão suceder-se as propostas de
 

António Azenha e Marissel Marques / António Castanheira / Bernardo Ferreira / Carolina Fangueiro / Daniela Varela / Diogo Simões / Escola Secundária José Falcão / Esfinge Coletivo Ancestral / Frederico Nunes / Gonçalo Barros / Gonçalo Gaiola / Halisson Silva / Hugo Rodrigues Cunha / Jorge Cabrera / Jorge dos Reis / Lourenço Leitão / Luís Ribeiro / Marcos Duvágo / Os Supercríticos / Pedro Vaz, Rui Martins e Wagner Merije  / Petra Naydenov / Raquel Moreira / Romano Saraiva / Rui Mourão / Sebastião Casanova / Teresa Luzio / Tito Chambino / Vitor Malva


para uma festa que celebra agora o 1 000 056.º Aniversário da Arte – com performances, instalações, concertos, jogos.

Numa dessas propostas, que é simultaneamente uma homenagem a Ernesto de Sousa e uma ideia de utopia, António Castanheira desafia «cada um dos participantes habituais — a que conseguimos chegar directamente — a comprometer-se a trazer para a festa duas pessoas que não tenham o hábito de frequentar exposições, que assuma a responsabilidade de trazer dois vizinhos, dois familiares, dois colegas de trabalho, enfim, quaisquer duas pessoas que, de outro modo, não participariam na festa e que, naturalmente, os ajudem a sentir em casa, que os ajudem com ternura a compreender e a gostar de arte».

Eis, pois, o mote: venha à festa – e convide dois amigos!




A partir de uma ideia de Robert Filliou, Ernesto de Sousa organizou com o Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, em 17 de janeiro de 1974, uma festa comemorativa do 1 000 011.º Aniversário da Arte. Nessa primeira data em Portugal, colaboraram, de entre outros, Alberto Carneiro, Albuquerque Mendes, Alfredo Pinheiro Marques, Armando Azevedo, João Dixo, Jorge Peixinho, Ernesto de Sousa, Isabel Alves, Teresa Loff e Túlia Saldanha.
A celebração no CAPC, em 17 de janeiro de 1974, do homem como artista em potência corresponde à tomada de consciência coletiva do homem como agente potencial da transformação social do mundo, pelo que consideramos que a motivação que levou à comemoração do Aniversário da Arte é a mesma que levou à Revolução de Abril, e, por um instante que seja, é-nos caro admitir que aqui a vida imitou a arte.
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android