N/D
Dança Contemporânea no Auditório ...

Dança Contemporânea no Auditório ...

A Ventos e Tempestades Associação Cultural, através do seu projeto Novos Ventos pretende servir de plataforma ao lançamento de novos coreógrafos/bailarinos no âmbito da Dança Contemporânea. Assim para esta noite de 8 de maio, às 21h00 propõe duas apresentações no Auditório Municipal.

Quem sabe se podemos começar de novo … Hugo Magalhães

Amor. Ira. Urbano. Desumanização. Escolha.
Uma performance sobre a ira.

Saí à rua e caminhava apressadamente. O sol incidia nos vidros dos automóveis e cintilava nas pinturas metalizadas, fazendo realçar as linhas. De repente, um engarrafamento, uma passadeira, a mulher que a atravessava com as forças que ainda tinha dentro de si naquele final de dia. E logo a buzina, a exprimir a ira vinda de uma amargura que cresceu em silêncio.
Performance elaborada no contexto de projeto final da Pós-Graduação em Dança Contemporânea - Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, Instituto Politécnico do Porto (edição 2018/ 2019).

Conceção, coreografia e interpretação: Hugo Magalhães
Desenho de Luz: Paulo Ribeiro e Diogo Teixeira
Cenografia e figurinos: Hugo Magalhães
Música: Tiago Candal
Fotografia: vintiset.net
Agradecimentos: Maria Gameiro Micaelo, Nuno Tudela (apoio vídeo), Gira Bailarina – Associação e J. L. S. Maia & Filhos Lda.
Nome próprio
Beatriz Larangeira

Despe-te até ao mais íntimo de ti. Na loucura, és um corpo que sente a pulsação do Diabo, mas procuras a calma de Deus. Rasga, tira, canta, grita. Faz! Purifica-te, lava-te, procura-te e encontra-te. Rodopia, corre por gosto, não canses.

Um projeto criado para apenas um intérprete, uma procura incessante da afirmação e uma procura interior de um sentimento escondido. A libertação do fácil, arriscar como parte do crescimento. Seguir um caminho diferente, inovar é necessário, assim como uma flor a nascer, mudando a sua forma. Corpo próprio e pulsante que não se deixa desistir.
Como Régio, procuro a simplicidade do ser, procuro o ser, sigo-me e persigo-me sem deixar que vozes alheias me atraiam. Busca incessante sem fim, que limita mas não se deixa limitar.
Performance elaborada em contexto PAP (Prova de Aptidão Profissional) do curso de Dança do Balleteatro Escola Profissional – Porto e projeto convidado para edição 2020 de Novos Ventos.

Conceção, coreografia e interpretação: Beatriz Larangeira
Músico (ao vivo): Diogo Sá
Texto: “Cântico Negro” de José Régio
Figurinos: Joana Conde Veiga
Agradecimentos: Diogo Sá, professores do Balleteatro, Pedro Carvalho e Ventos e Tempestades – Associação Cultural.

Este equipamento cultural da cidade assegura as condições de higiene e segurança aos utilizadores, no âmbito das recomendações da Direção Geral de Saúde, tendo sido distinguido com o selo "Clean & Safe".

Auditório Municipal

Praça da República, 4480-715 Vila do Conde
Telefone: 252 248 469
E-mail: auditorio.municipal@cm-viladoconde.pt

Fonte: https://www.cm-viladoconde.pt/pages/657?event_id=2757
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android