18:00 até às 20:00
Inscrições Oficina de Contaminação

Inscrições Oficina de Contaminação

Grátis
A Malvada Associação Artística dinamiza uma Oficina de Contaminação, no contexto do projeto ‘Revela-me’. Nesta oficina propomos refletir sobre a construção de um objeto artístico multidisciplinar que parte do conceito de periferia e de um lugar desactivado.
A partir das metodologias que deram origem ao espetáculo ‘Revela-me’, em cena no dia 7 de Maio, no Teatro-Cine de Torres Vedras, a encenadora Ana Luena e o fotografo José Miguel Soares, diretores artísticos do projeto, partilham as suas metodologias e guiam os participantes da oficina pelo processo de conceção de uma criação através da prática. 
Cada participante interpretará os conceitos de periferia e abandono, acerca dos quais irá construir material,  e encontrar o seu ponto de partida para um processo semelhante àquele percorrido pela Malvada.
‘Revela-me’ parte do Antigo Hospital Psiquiátrico dos Canaviais, um edifício abandonado, num bairro periférico em Évora, onde a Malvada reside. Contudo, os objetivos artísticos nunca passaram por particularizar este contexto, mas sim por encontrar reflexos desse estado de esquecimento em outros lugares, outras pessoas, outras histórias. A multidisciplinaridade será também basilar para a oficina, pelo que a participação é aberta a qualquer pessoa que tenha interesse pela prática artística.
A oficina é constituída por três sessões de formação, que terão lugar presencialmente e no espaço virtual, e pela sessão de apresentação do espetáculo no Teatro-Cine de Torres Vedras, cujo bilhete está incluído.

Sessões:
3 de maio, das 18h às 20h, online (zoom)
5 de maio, das 18h às 21h, presencial (Teatro-Cine de Torres Vedras)
7 de maio, (horário a confirmar), espetáculo no Teatro-Cine de Torres Vedras
12 de maio, das 18h às 20h, online (zoom)

Lotação: 8 participantes
Destinatários: Qualquer pessoa com interesse pela criação e prática artística
Pré-requisitos: maiores de 16 anos
Formadores: Ana Luena e José Miguel Soares
Preço: gratuito
Informações: maa.comunicacao@gmail.com 
960268843
Inscrições até 28 Abril 2021

Link inscrições: 
https://forms.gle/86N7dvKJRp3bKghh6
 
Link divulgação:
http://www.cm-tvedras.pt/agenda/detalhes/115220/


Revela-me
Movimento artístico de ativação de territórios periféricos e esquecidos 

Criação e direção artística Ana Luena e José Miguel Soares; Fotografia e conceito José Miguel Soares; Texto original e encenação Ana Luena; Intérpretes Inês Pereira,  Nuno Nolasco; Desenho de luz Pedro Correia; Música original Zé Peps; Design Joana Areal; Fotógrafos António Carrapato, Pedro Vilhena, Rui Dias Monteiro, Sofia Berberan, Susana Paiva; Oradores Afonso Cruz, Álvaro Domingues, Gabriela Moita; Assistente de produção e comunicação Rita Boavida; Produção Malvada Associação Artística; Coprodução Câmara Municipal de Évora, Cine-Teatro Avenida de Castelo Branco; Parceiros Lendias d’Encantar (FITA - Festival Internacional do Alentejo), Teatro-Cine de Torres Vedras, Cães do Mar, Junta de Freguesia de Canaviais, Associação Grupo de Teatro luventuti Virtutis, Associação de Surdos de Évora; Revela-me tem o Apoio da República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes


ANA LUENA (Luanda, 1974) Dramaturga, encenadora, cenógrafa, figurinista. Viveu em Luanda até 1982. É doutoranda na FLUP, em Estudos Literários, Culturais e Interartísticos. É Mestre de Teatro - ESTC do IPP de Lisboa. Frequentou o Curso de Encenação de Ópera da FCG e foi colaboradora da Casa da Música. Terminou o curso de cenografia e figurinos da ACE, Porto. Fundou o Teatro Bruto e foi diretora artística e encenadora durante 20 anos. Encenou entre outros: ‘Boneca’”; ‘Lady & Macbeth’ concerto encenado; ‘É impossível viver’, a partir de Franz Kafka; ‘Objectos partidos’, a partir de Afonso Cruz; ‘O filho de mil homens’ de Valter Hugo Mãe; ‘Estocolmo’, de Daniel Jonas; ‘O sonho’, de August Strindberg. Lecionou na UÉ, na ESMAE, ACE e BalleTeatro. Participou em edições da revista literária Flanzine. Trabalhou como assistente de encenação de Nuno Cardoso. Em 2016 muda-se para Évora, onde escreve e encena. É fundadora da Malvada Associação Artística, onde assume a direção artística com José Miguel Soares. 

JOSÉ MIGUEL SOARES (P. Delgada, 1977) Fotógrafo e Psicólogo. Estudou Psicologia na U-Lisboa e na U-Pádua e Fotografia no IE-Design em Roma. Residiu em Lisboa onde trabalhou em imagem e comunicação durante mais de uma década. Atualmente reside em Évora. Foi membro fundador da revista Aula Magna e Diretor de Serviços e Psicólogo da Ass. Sol. Tem as suas fotografias publicadas em dezenas de revistas e publicações de grandes grupos editoriais a projetos independentes, em áreas que vão da fotografia de retrato à arquitetura, de produções de moda a fotoreportagem. Realiza vídeo e fotografia comercial para agências e marcas nacionais e internacionais. Desenvolve projetos de cariz autoral, premiados e nomeados em concursos como Jovens Criadores, Prémio Autores SPA, Society for News Design. Em 2018 funda a Malvada, onde assume a direcção artística com Ana Luena, com quem desenvolveu os projectos ‘Por Portas Travessas’ e ‘Quarto Escuro’ (2018), ‘Às Portas da Cidade’, ‘Personas’ e ‘Bonecas’ (2019).
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android