17:00 até às 18:00
Lançamento do livro 'Skyline' de Carlos Costa / Apresentação de Miguel Guedes e atuação de Valter Lobo

Lançamento do livro "Skyline" de Carlos Costa / Apresentação de Miguel Guedes e atuação de Valter Lobo

Carlos Costa (diretor artístico da Visões Úteis) prepara-se para lançar o seu segundo romance, uma história que se inscreve na cidade do Porto, nomeadamente no âmbito político, com personagens que remetem para personalidades e contextos reais.  O lançamento de Skyline acontece a 8 de maio, às 17h00, no Mira Forum, no Porto, com apresentação de Miguel Guedes (músico, jurista, comentador) e atuação do cantautor Valter Lobo.

Em ano de autárquicas, uma obra de ficção que decorre num futuro próximo (imaginemos 2029), também em ano de eleições para os municípios, parece inscrever-se no contexto político, social, cultural e económico da cidade do Porto. “Skyline”, de Carlos Costa, conta-nos uma história que envolve uma Câmara Municipal empenhada numa grande obra (a mudança da Ponte Dona Maria Pia para junto da Praça da República), uma SAD do Futebol Clube do Porto (FCP) dominada por uma empresa pública chinesa e um outro clube que resultou de uma secessão no FCP - e até uma polémica com uma super Liga europeia. 

No meio deste enredo, que envolve personagens como o Presidente da Câmara, a Vereadora da Cultura e o Diretor da Ágora, surge um grupo de resistência ao modelo de desenvolvimento da cidade - e às relações desta com um grupo financeiro -, cuja ação se radicaliza. 

Ao longo de dois anos de pesquisa e escrita - e deste terceiro em que se vai concretizando a publicação - o romance, organizou-se a partir do que o autor chama de “fragmentos do real”. “Deste modo, ao contrário do antropólogo que insiste em preservar as relações entre os seus achados, fui-me sempre permitindo a liberdade de cruzar escavações e até de imaginar as que não tinha realizado. E além do mais, a partir de certa altura já nem seria eu quem escrevia, antes as personagens que, escapando-me, reconfiguravam as suas relações, os seus destinos”, explica Carlos Costa, realçando o facto de realidade e ficção acabarem inevitavelmente por cruzar-se. 

“Trata-se de ficção, certo? Claro, mas ainda assim, e a poucos dias do lançamento, sinto que esse real a quem roubei fragmentos regressa, aqui e ali, para confundir ainda mais as diferenças que o aproximam da ficção; ora porque a distopia do futuro se antecipa, tombando sobre o nosso (ainda) presente, ora porque a realidade afirma ser sua alguma da ficção que eu jurava (juro?) ter imaginado.” “Enfim, que melhor parto poderia haver para uma obra e para um autor que sempre se quiseram perder por entre as contradições de uma cidade?”, conclui.


“Skyline”, de Carlos Costa
Edição Teodolito, maio 2021
Situado num futuro próximo, este romance constitui-se como um autêntico thriller social que atravessa instituições políticas, empresariais e desportivas da cidade do Porto, uma urbe distópica do século XXI perdida na recolocação de uma obra pública do século XIX com que se pretende projetar à escala mundial. O título da obra toma uma expressão inglesa, referindo-se à linha que construções humanas e natureza formam no horizonte, e alterar este perfil numa cidade – tantas vezes usado para a identificar – implicará sempre uma transformação no modo como esta se pensa a si própria. Emocionante e reflexivo, skyline é o relato brilhante das relações perigosas entre a intimidade dos afetos e a política do espaço público. E a certeza que, a qualquer momento, podemos sempre mudar de vida.

O autor
Carlos Costa nasceu no Porto em 1969. É Diretor Artístico do Visões Úteis, trabalhando como dramaturgo, encenador e ator. Tem diversos títulos publicados na área do teatro e da performance. É doutorado em Estudos Teatrais e Performativos pela Universidade de Coimbra, onde é professor do curso de Estudos Artísticos. “Skyline” é o seu segundo romance, depois de Cratera (2018) - também editado pela Teodolito - título em que o autor já se perdia por entre os paradoxos de uma cidade.
.
 Fotografia de Alice Costa
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android