17:00
COMEMORAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA E DA CULTURA LUSÓFONA – TANTO (A)MAR, com Pocas Pascoal e Branca Clara das Neves

COMEMORAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA E DA CULTURA LUSÓFONA – TANTO (A)MAR, com Pocas Pascoal e Branca Clara das Neves

8 de maio | 17h00
Local: Biblioteca Municipal de Lagos
Org.: Câmara Municipal de Lagos e Biblioteca Municipal de Lagos
Duração: 90m
Class. Etária: M18
Participação gratuita, mas sujeita ao limite de 16 inscrições prévias obrigatórias através do telefone 282 767 816, página de Facebook da Biblioteca ou email biblioteca@cm-lagos.pt

Iniciativa integrante da programação da Comemoração do Dia Mundial da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona, “Tanto (a)mar” trata-se de uma conversa com a realizadora angolana Pocas Pascoal moderada pela escritora angolana Branca Clara das Neves.

BREVE APRESENTAÇÃO
POCAS PASCOAL nasceu em Luanda em 1963 e mudou-se para Portugal, aos 16 anos, quando se intensificou a guerra civil em Angola, tendo regressado à terra natal dois anos depois. Mais tarde, instalou-se em Paris, estudou no Conservatório Nacional do Cinema Francês e, em 2002, integrou-se numa residência de artistas na Cité Internationale des Arts, tendo participado em várias exposições de arte contemporânea. A realizadora fez a primeira-curta metragem de ficção "Pour nous", em 1998, seguindo-se os documentários "Mémoires d`enfance" (2000), "Il y a toujours quelqu`un qui t`aime" (2003) e a curta-metragem de ficção "Demain sera différent" (2008). Em 2011 apresenta a sua primeira longa-metragem “Alda e Maria - Por Aqui Tudo Bem” e, depois, em 2017, “Girlie”, a segunda longa-metragem. Já este ano realizou o documentário “Sopro”. Atualmente, Pocas Pascoal vive entre Paris e Lisboa, está a rodar “A palavra Mágica”, telefilme para a RTP1, e a preparar a próxima longa-metragem, “Sara Maldoror”.

BRANCA CLARA DAS NEVES nasceu no Moxico, uma província de Angola que faz fronteira com a República Democrática do Congo e a República da Zâmbia. Continuou a crescer em Luanda onde iniciou a sua vida profissional como professora na Missão de São Paulo. A longa guerra com as suas consequências familiares implicou que desenvolvesse um percurso profissional bem longe das Letras em Lisboa, Bissau, São Tomé, Maputo e Cidade da Praia. Escreve desde que aprendeu e regressa lá sempre que pode. Publicou em várias antologias e escreveu dois romances: "Luena Luanda Lisboa" (Colibri, 2014) e "Estamos Aqui - Twina Vava - Nous Voici" (Guerra & Paz, 2020) numa edição trilingue, em português, kikongo e francês.

Fonte: https://www.cm-lagos.pt/municipio/eventos/8774-comemoracao-do-dia-mundial-da-lingua-portuguesa-e-da-cultura-lusofona-tanto-a-mar-com-pocas-pascoal-e-branca-clara-das-neves
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android