14:30 até às 18:30
Planificação e organização de exposições — o papel do curador

Planificação e organização de exposições — o papel do curador

A exposição constitui o meio através do qual a arte contemporânea adquire visibilidade, ao ponto de ser hoje um elemento fundamental da nossa cultura visual. Daí que seja crescente, nos últimos anos, o interesse pelos modos de conceber e organizar exposições. Assim, neste curso discutem-se os mais recentes desenvolvimentos do discurso crítico respeitante à prática curatorial, analisando-se ainda as metodologias subjacentes à implementação de projectos.

Público-alvo: estudantes de artes, cultura e comunicação, artistas, produtores, agentes culturais

Lotação máxima: 8 pax

PROGRAMA
Módulo I: O trabalho do Comissário/Curador

O lugar do Comisário/Curador na Gestão Cultural e o seu trabalho na organização de exposições. Ética e Código de Conduta. O Comissário/Curador como “ideólogo”: correntes actuais de pensamento estético nas diversas exposições.

Módulo II: Como se cria um projecto de Exposição

Visibilidade do Projecto (valorização cultural e económica). Elaboração de equipas profissionais: design, produção, montagem e outros profissionais. Desenvolvimento do projecto. Os organismos de gestão cultural: conciliar interesses, convénios de colaboração. Patrocínio, “fundraising”, doações, mecenato e outras figuras de apoio à difusão da Arte Contemporânea. O contacto com as entidades de gestão: como fazê-lo e como “vender” a ideia do próprio projecto.

Módulo III: Como se organiza uma Exposição

Construção do projecto e cronograma do mesmo, sua coordenação técnica e assegurar os recursos técnicos para a realização do mesmo. Viabilidade e gestão económica do mesmo. Contratos administrativos, expedientes. Desenho e montagem da exposição: projecto técnico da sala. Os objectos a expor.

Módulo IV: Como se divulga uma Exposição

O catálogo e outras publicações nas exposições. Os elementos de apoio à exposição. Inaugurações e conferências de imprensa. Dossiê de imprensa e difusão nos media. As novas tecnologias de informação aplicadas à difusão das exposições: elaboração de dossiês electrónicos, blogues, páginas Web e outros recursos.

Cláudia Camacho | Licenciada e Mestre em História da Arte. Professora convidada pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa onde lecciona a disciplina "Planificação e Organização de Exposições". Entre mais de uma dezena de curadorias destacam-se: High Speed Press Plate de José Luís Neto (CBA, Madrid); Se Busca Memoria Perdida de Kristoffer Ardeña (Centro 14, Alicante); Representação Portuguesa no DVD-Project (Fundação Telefónica, Peru); Contemplaciones (Festival Loop, Barcelona); Histórias e Desejos de quem Dorme de Ana Rito, Cecilia de Val, Margarida Paiva e Johann Ryno de Wet (Jugada a 3 Bandas, Camera Oscura, Madrid, e ArteSantander); Entre Forças: Humana Natureza (Carpe Diem, Lisboa), A new perspective on Alexander M. Collection de Rui Macedo (Galeria Municipal Vieira da Silva, Loures); Outros Olhares sobre a Grande Guerra (Celeiro da Patriarcal, Vila Franca de Xira). Coordenadora do sector educativo no Festival PhotoEspaña|07. Curadora residente convidada pela Academy of Fine Arts and Design para o European Month of Photography/09, em Bratislava. Organizou os ciclos de debates sobre Arte Contemporânea da ARTELISBOA 2011 e do Festival IN - Inovação e Criatividade. Em 2014 ganhou a bolsa Erasmus para Jovens Empreendedores (University College London). É directora da AntiFrame – Art Consulting que editou o guia de exposições Art Alibi e organizou o Alibi Art Weekend.

Fonte: https://www.23milhas.pt/evento/planificacao-e-organizacao-de-exposicoes----o-papel-do-curador/
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android