Fechar Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
21:30
Ciclo de conversas sobre música  orquestral pela ONM

Ciclo de conversas sobre música orquestral pela ONM

Ciclo de conversas sobre música orquestral pela ONM

A ONM - Orquestra Nacional Moderna - propõe uma série de conversas online, no âmbito da música orquestral, onde se abordem, de modo simples e descontraído, temáticas, sobre as quais importa refletir:  como se distribui a música orquestral pelo território, a construção de repertórios, os formatos  das orquestras no séc.XXI, as oportunidades para os jovens músicos, serão alguns dos temas propostos para estas sessões, pretendendo-se que as mesmas sejam também abertas a sugestões dos participantes.

A sessão será composta por um momento de conversa e a finalizar um momento musical.

Para a primeira conversa propõe-se o tema " Música Orquestral no Território". 

Como momento musical, na primeira sessão, contaremos com JOSÉ PAULO FREITAS (maestro da ONM) ao piano.

A ONM animará quinzenalmente as quintas-feiras do MIRA | ON alternando com o programa do músico e compositor Jorge Queijo

LINK e senha para esta sessão

https://zoom.us/j/91984287619?pwd=UjV1WEhpTHVBL0NyUG1DS0VGb2ZwZz09

Id: 919 8428 7619 
senha: 612485


Algunas dados  biográficos da ONM 

A ONM - Orquestra Nacional Moderna -  foi fundada em 2018 a partir de uma open call dirigida a jovens músicos.
Constituída por vinte e quatro elementos, dos quais vinte e um são jovens músicos, licenciados e com prática orquestral.
Consiste numa iniciativa ímpar, pois o seu objeto de trabalho é a intervenção nos territórios do interior. É uma Orquestra muito ecléctica, não elitista, porque não se envolve com quaisquer critérios estéticos especiais ou preconceitos musicais. O critério é construído e desenvolvido a partir de uma desconstrução do conceito de “repertório”, não se fixando, este, em períodos, géneros, ou estilos tradicionais, mas antes, discriminando o estilo, porque é um tango, ou uma valsa, ou uma peça barroca, ou, ainda, uma obra não tocada, num contexto de música divertida para se escutar, integrando músicos locais e favorecendo a utilização, também, de instrumentos tradicionais. bem como, o desfazer do tradicional conceito de “concerto” conduzindo-o numa relação contínua com o público.

Entre as suas atividades passadas destacam-se a participação no "Ciclo de Fotografia de Lamego e Vale do Varosa" com um concerto no Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, e o concerto na igreja de S. Cosme acompanhando o Coral Fides.
Os projetos futuros aguardam melhores dias, mas prevê-se uma digressão por quatro ilhas dos Açores e vários projetos a desenvolver no distrito de Bragança.
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android