Fechar Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
14:30
Renaud Herbin - L'écho des creux [Eco oco]
© Benoit Schupp

Renaud Herbin - L'écho des creux [Eco oco]

Neste espetáculo, gostaria de abordar a forma como o corpo é representado. Que imagem se tem do próprio corpo, especialmente quando este está em transformação? Interessa-me abordar a questão filosófica da metamorfose: a identidade. A metamorfose não diz respeito a algo visível e exterior, mas a uma parte do nosso ser inconsciente, o imaginário. Vamos inventar um corpo inacabado e uma linguagem intermédia - no limiar do ser humano, planta, mineral ou animal. — Renaud Herbin 

Duas jovens sonham em mudar de pele. À sua volta têm uma bancada de trabalho, blocos de terra e algumas ferramentas que permitem iniciar a experiência: metamorfosear-se. Gradualmente, entramos na sua fantasia e na fábrica de pinturas vivas, enriquecida pelo mundo da artista visual Gretel Weyer. Tudo se torna material e pretexto para tocar: o desejo de mudar, o medo do desconhecido, o espanto do que aparece, tantas emoções e estados a provar na cumplicidade deste dueto. Ao mesmo tempo, uma linguagem quebrada, imperfeita e frágil é inventada. Neste jogo de representação dos corpos modificados, as dobras, os lugares ocultos ou invisíveis, todas as cavidades do corpo permitem imaginar envelopes imaginários e fragmentados com contornos improváveis. A metamorfose transforma-nos noutra pessoa ou torna-se o que devemos ser?

RENAUD HERBIN é marionetista com formação na École Supérieure Nationale des Arts de la Marionnette de Charleville-Mézières e codirigiu durante um longo período a companhia LàOù. Encenou várias peças a partir de obras dramáticas e literárias, onde as componentes visual e sonora têm grande importância, participando por vezes também como intérprete. Desde 2012 dirige o TJP, CDN d’Alsace-Strasbourg, onde desenvolve o seu trabalho, tendo como base a relação corpo-objeto-imagem, desmembrando as práticas do material e da marioneta e criando um vínculo com a coreografia e as artes visuais. Trabalha com diversos artistas, entre os quais Aurélien Bory e Bérangère Vantusso.

Apoio ao espetáculo



Fonte: http://www.teatromunicipaldoporto.pt/pt/programa/renaud-herbin-lecho-des-creux-eco-oco/
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android