Fechar Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
N/D
150 ANOS DO NASCIMENTO DE ANTÓNIO DIAS SIMÕES 1870 – 2020

150 ANOS DO NASCIMENTO DE ANTÓNIO DIAS SIMÕES 1870 – 2020

Paradigma da alma vareira é a melhor maneira de encarar esta figura ímpar na arte e na cultura que a persistência da sua descendência, a toponímia local, uma escola EB 2/3 e outros espaços nos ditam e impõem. Essa figura é António Dias Simões, que queremos tornar sobretudo presente, quando comemoramos os 150 anos do seu nascimento. É assim também um regresso ao tempo que a memória determina e à multiplicidade de atividades e tarefas que desenvolveu, fazendo reviver com a marcante saudade e o devido respeito e imensa gratidão a grandeza deste homem e a mística que alimentava naquelas obras que o projetavam na comunidade vareira. Será, portanto, uma espécie de retorno ao seu tempo e à forma como esse trajeto encontra eco entre nós, de maneira a empolgarmo-nos com as temáticas que trabalhava em tantas obras que chegaram até nós. Maior divulgação é solicitada, em momentos determinantes de celebração histórica, para chegar mais longe, tarefa que já várias vezes foi solicitada. Récitas com intenções beneméritas e tantas festas escolares sentiram o peso dos seus originais a que as diferentes troupes de amadores, tantas vezes alunos das escolas ou colégios onde os seus filhos participavam também, deram vida e eram expressão da sua permanente doação aos outros. O enlevo que experimentava perante a acuação de tantas troupes que punham em prática os seus originais ligados à música e ao teatro é sintomática da sua dedicação ao outro. A fundação dos colégios Júlio Dinis em que participou, logo após a implantação da República e a extinção das ordens religiosas, mais não é que uma luta contra a incultura da mocidade, que certamente consideraria com a maior pobreza humana. As páginas dos jornais locais são uma bandeira erguida para honra e glória desta terra onde Dias Simões deixou o seu testemunho e que nós, como pedras vivas, damos força, valor e significado; e ele é também uma pedra viva porque o seu espírito está presente, apesar da sua excessiva modéstia perante uma obra tão grandiosa e ilustre. Instituições ovarenses como a Misericórdia, os Bombeiros, a Associação de Socorros Mútuos, o Orfeão que sempre puderam contar com a sua colaboração e dedicação em qualquer iniciativa, bem como todos aqueles que solicitavam os seus serviços e a sua criatividade. E se nunca regateou participação em qualquer iniciativa, também nunca quis atitudes laudatórias da sua ação, querendo apagar-se na obscuridade e modéstia. Radica aqui a ideia de que o seu nome seja mal conhecido fora de Ovar? Assim, este arauto da tradição do Cantar dos Reis, historiador, poeta, dramaturgo, comediógrafo, pintor, miniaturista e calígrafo, achacado pelo mal do peito que o acompanhou desde a juventude, viu chegar o fim dos seus dias vitimado pela mesma doença. E obedecendo aos princípios que o guindaram na vida, desceu à tumba amortalhado no hábito de saragoça da Ordem Terceira de S. Francisco e descalço, sendo levado por quatro irmãos franciscanos escolhidos entre os mais pobres, um testemunho marcante da sua profunda humildade.

Museu Júlio Dinis

18h30 | inauguração
destinatários público de todas as idades
entrada gratuita
mais informação museujuliodinis@cm-ovar.pt
investigação e conceção Fernando Frazão
produção Museu Júlio Dinis | Câmara Municipal de Ovar

Fonte: https://cultura.cm-ovar.pt/pt/agenda/42440/150-anos-do-nascimento-de-antonio-dias-simoes-1870---2020.aspx
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android