Fechar Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
18:00 até às 20:00
Oficina de Improvisação Barroca

Oficina de Improvisação Barroca

Uma atividade dedicada a todos os que tocam um instrumento musical ou que gostem de cantar, podem aqui ter contacto com algumas das práticas da ornamentação barroca aplicada a consagradas melodias da época, transpondo também esses modelos de improvisação típicos, para canções e/ou peças atuais. 

Uma autêntica e divertida "tertúlia" direcionada para alunos de bandas, de escolas de música ou curiosos que toquem um instrumento.

Dinamizador: Daniel Oliveira

Daniel Oliveira

Natural de Alenquer, Daniel Oliveira é diplomado em Musicologia pela Universidade Nova de Lisboa, licenciado em Órgão e Cravo pela Escola Superior de Música de Lisboa sob orientação de João Vaz e Ana Mafalda de Castro respetivamente e mestre em Pedagogia pela mesma instituição.

Tem realizado inúmeros concertos em Portugal e no estrangeiro, sendo de destacar a temporada de Música de São Roque (Lisboa), Festival de Música de Mafra, Festival Internacional de Órgão de Faro, Festival Internacional de Órgão de Santarém, Festa da Música do Centro Cultural de Belém, Festival Internacional de Órgão de Cantábria (Espanha) e Festival Internacional de Música “Pórtico del Paraíso” (Galiza).

Apresenta-se regularmente como organista e cravista inserido em grupos de referência tais como o Quarteto “Tempus”, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, Orquestra Sinfónica Juvenil, Coro do Instituto Gregoriano de Lisboa, Flores de Música e Capella Joanina.

Nos seus estudos de órgão e cravo, trabalhou e contactou com personalidades como Graham Barber, Luigi Ferdinando Tagliavini, J.L.Gonzalez Uriol, Javier Artigas, Kristian Olesen, Ketil Hausgand, Gerhard Doderer e Elisabeth Joié.

É professor de Órgão, Iniciação Musical, Baixo contínuo e Música de Câmara na Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues (Torres Vedras), Atelier de Órgão de Torres Vedras e Salesianos de Lisboa.

É membro do Trio Ars Eloquentae, dirige o agrupamento barroco Magnificat desde 2013 e detém a titularidade dos Órgãos Históricos da Igreja da Misericórdia em Torres Vedras e Igreja Matriz de Oeiras.

Participou na gravação de dois CD’s com os agrupamentos Capella Joanina e Flores de Música, com música sacra do compositor português Francisco António de Almeida.

Recentemente gravou um CD no órgão histórico da igreja da Misericórdia em Torres Vedras, dedicado à música portuguesa e italiana.

Inscrições: cultura@cm-tvedras.pt (inscrição deve conter as seguintes informações: nome, idade, formação académica/músical e instrumento).

O Festival de Música Antiga de Torres Vedras apresenta-se novamente como um importante evento "fora de sítio", aliando o imponente património histórico do concelho à música renascentista e barroca.

Revitalizando o património histórico, este festival constitui uma excelente oportunidade de levar música às comunidades, dialogando com as mesmas, num forte sentido de convergência e de familiaridade, unindo o passado e o presente, a música e a palavra, o clássico e o étnico, contribuindo para uma oferta cultural de qualidade, mas também que seja inovadora e aberta.

Recriando cores sonoras e práticas musicais históricas, esta edição privilegia a música europeia dos séculos XVI, XVII e XVIII, trazendo músicos e agrupamentos já consagrados em Festivais de música antiga, quer em Portugal, quer no estrangeiro, apresentando formatos inovadores e criativos, próximos do público, que é devidamente sensibilizado e contextualizado .

Não esquecendo a área pedagógica, haverá uma interessante oficina de improvisação barroca, dedicada a alunos de escolas de música que aqui podem contactar com as práticas musicais mais típicas do barroco.

Nesta 2ª edição, tão singular devido às condicionantes da atual pandemia, os concertos serão apresentados presencialmente, de acordo com as normas de segurança sanitária em vigor, bem como serão também transmitidos online. Ainda com as atuais restrições, esta continua a ser uma oferta cultural de todos e para todos, bem como um contributo para uma sociedade mais sensível, informada, dinâmica e unida.

Direção Artística: Daniel Oliveira
Parceiros institucionais: Paróquias e juntas de freguesia envolventes; Escola de Música Luís Antonio Maldonado Rodrigues

Fonte: http://www.cm-tvedras.pt/agenda/detalhes/113798
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android