Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
14:30 até às 16:30
Gisela Faria - Nuno Aroso / Flâneur - oficina do andar

Gisela Faria - Nuno Aroso / Flâneur - oficina do andar

Grátis
Flâneur: uma cartografia do intangível

O ato de caminhar será, porventura, a primeira intervenção humana no território. Através do caminhar podemos olhar, conhecer e transformar a paisagem por meio “da construção de
conhecimentos compartilhados” (Careri, 2013).

Flâneur: uma cartografia do intangível, é um convite para uma caminhada (que inicia no Laboratório da Paisagem e finda no Largo do Toural) com a qual se pretende desenhar uma cartografia/registo do ambiente geográfico da cidade de Guimarães. 

Cada caminhante de um grupo de 20 elementos,
envolver-se-á, individualmente, numa superfície de papel de cenário que, no final, estará moldada
quer pelo corpo, quer pelo desgaste da própria caminhada. Pelo corpo, individual e coletivo (o conjunto que advém do aglomerado de indivíduos), nasce o dispositivo performativo e relacional com o lugar. 

Propõe-se o mapeamento do percurso, estabelecendo o vínculo entre a paisagem natural, construída e sonora, pela capacidade de transmutação de matéria e de instauração de narrativas.
Flâneur, teorizado por Walter Benjamin a partir da poesia de Charles Baudelaire, propõe traçar um percurso que se metamorfoseie pela ação do caminhar, num percurso imaginário, (re)criando a
evolução da paisagem urbana, num movimento concêntrico, do exterior da cidade para o seu núcleo
histórico. Estaremos, assim, a instigar sensações, renovadas perceções, da dicotomia real/imaginário, material/imaterial, e a enfatizar a relação do espaço de alteridade com o lugar geográfico.

A ação compreenderá três momentos: 
(1) uma caminhada silenciosa - que permite uma
consciencialização da paisagem da cidade; (
2) um desenho cartográfico/performativo dessa
caminhada; 
(3) uma conversa sobre a experiência - as apropriações do lugar e o conjunto de padrões
comportamentais na relação este: entrada/saída, cheio/vazio, som/silêncio, inclusão/abandono.
A ação pretende produzir, por fim, um conjunto de “cartografias performativas” como resultado da
relação entre os caminhantes, a urbe, a consciência paisagística e histórica, despertando, sobretudo e
inevitavelmente, para uma memória do lugar.

20 participantes com uma duração de 2h 

Participação gratuita, inscrição via e-mail
walk.lab2pt@gmail.com 

Biografias resumidas:
Gisela Rebelo de Faria nasceu em Braga em 1985. Arquiteta e curadora independente. Desenvolve a
sua atividade profissional com foco na arquitetura e urbanismo performativos, através de projetos de
cruzamento disciplinar em contexto urbano. Atualmente encontra-se a concluir o mestrado em Arte e
Design para Espaço Público na Faculdade de belas Artes da Universidade do Porto com a dissertação
intitulada “lugar – cidade – tempo: a performatividade da experiência estética em contexto urbano”.

Nuno Aroso nasceu no Porto em 1978. Professor, Investigador e solista de percussão, tocou em estreia
absoluta mais de 120 obras, e apresenta-se ao vivo regularmente por todo o mundo. Nuno Aroso é
doutorado pela Universidade Católica Portuguesa. Leciona no Departamento de Música da
Universidade do Minho e na Escuela Superior de Música de Extremadura – Musikex. Estende a sua
atividade docente a outras universidades, conservatórios e festivais de música nos vários continentes.
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android