Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
21:30 até às 20:30
A grande emissão do mundo português | Teatrão

A grande emissão do mundo português | Teatrão

A grande emissão do mundo português
Dramaturgia de Jorge Palinhos
Encenação de Isabel Craveiro em co-criação com os actores

TEATRÃO (Coimbra, Portugal)

Estado Novo: 1933-1974, regime político e económico autoritário
e corporativista, cuja propaganda assegurou longa vida – designadamente através da instrumentalização dos media, como sucedeu com a então rádio pública, a Emissora Nacional, encarregue de difundir e celebrar um retrato do País que colaborasse de forma determinante para manter o poder nas mãos de Salazar.
Num estúdio da Emissora Nacional, cinco trabalhadores levam a
cabo um programa que dura 21 anos. O seu início, em 1940 (ano
em que o regime inaugura em Belém, à beira do Tejo, a grande Exposição do Mundo Português – sumptuosa feira de vaidades “para português ver”, que celebrou um país mirífico e totalmente delirante), é marcado pela mudança na direcção da Emissora,
com a entrada de António Ferro, o grande obreiro da chamada
“política do espírito”, desígnio político oficial que enformou uma
auto-representação de Portugal que ainda persiste. O programa
de rádio passa então a ser co-produzido com a Frente Nacional
para a Alegria no Trabalho, procurando «educar [o povo] sem
aborrecer a nação».

Assina a dramaturgia Jorge Palinhos, dramaturgista e professor
de teatro, especialista em dramaturgia contemporânea. A encenação, realizada em criação colectiva com os actores, é de Isabel Craveiro, encenadora, pedagoga e directora artística do Teatrão.

------------------------------------------------------------------------------------------
The Great Broadcast of the Portuguese World shows the way
the “Estado Novo” regime controlled the media in order to «educate
the nation, without boring it». The result is the portrait of
a country that never existed, in which the regime's propaganda
is depicted as a way to guarantee that order, prosperity and morality
ruled, under the command of António de Oliveira Salazar
and his 48 years' dictatorship (1926-1974).


Cenografia e figurinos
Filipa Malva

Desenho e operação de luz
Jonathan Azevedo

Direcção Musical
Luís Figueiredo

Preparação vocal
Cristina Faria

Design de som
Daniel Bernardo

Operação de som
Nuno Pompeu

Interpretação
Ana Bárbara Queirós
Celso Pedro
Isabel Craveiro
João Santos
Margarida Sousa

Direcção de produção
Cátia Oliveira

------------------------------------------------------------------------------------------
Duração
1h30m
Classificação
M/12

ALMADA
Incrível Almadense
Salão de Festas

Sex 03 - 21:30
Sáb 04 - 15:00 e 19:00
Dom 05 - 15:00 e 19:00
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android