Fechar Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
18:00 até às 00:00
 Conversas à volta de... As Brincas de Carnaval de Évora com Rui Arimateia

Conversas à volta de... As Brincas de Carnaval de Évora com Rui Arimateia

Os Grupos de Brincas são das manifestações tradicionais mais representativas do Carnaval de Évora e do Alentejo. Consistem numa manifestação cultural tradicional, ainda hoje viva, sendo únicas pela forma e pelo conteúdo, pela originalidade e pela criatividade. São um subgénero da dramatização popular, musicadas e coreografadas, tendo por base um fundamento constituído por um “corpus” de décimas, tão características do Alentejo, e um dos pilares das oralidades da cultura popular alentejana. 
As Brincas de Carnaval de Évora, enquanto manifestação do Património Cultural Imaterial, possuem características próprias, sendo únicas no género no nosso país, merecendo por isso, pela sua singularidade e originalidade, toda a atenção das Autarquias no sentido de promoverem ações de salvaguarda, estudo e divulgação das mesmas.
No ano de 2020 só sairão à rua pelos dias de Carnaval 2 Grupos de Brincas, quando há umas dezenas de anos atrás se exibiam anualmente, cinco e seis grupos de Brincas neste mesmo período. Um grupo de Brincas é uma estrutura muito frágil, uma vez que não se encontra institucionalizado em associação, constituindo-se e trabalhando tão só para a performance durante os dias festivos do Carnaval. É uma tradição em risco de desaparecimento pois pertence a uma época e mentalidade que não se coaduna com a nossa contemporaneidade.
As Brincas pertencem à cultura dos poetas populares e dos improvisadores, cuja riqueza consistia na transmissão da cultura oral, de boca a ouvido. Hoje já muito raramente alguém faz “fundamentos” em décimas para serem representados pelos elementos constituintes das Brincas. Há curiosamente “jovens” exceções! A única maneira da tradição das Brincas de Entrudo resistir por mais uns tempos é através associação a uma instituição cultural local, de modo que esta estrutura, menos frágil, possa agarrar este costume e dar-lhe continuidade, tal como o estão a fazer a Casa do Povo de Canaviais e o Rancho Folclórico “Flor do Alto Alentejo”.
Associando-se a antigos elementos que constituíam respetivamente os Grupos de Brincas dos Bairros dos Canaviais e de Almeirim, a Casa do Povo e o Rancho Folclórico tentam fazer passar o testemunho, tentam reproduzir o costume para que os mais novos o possam observar, compreender e posteriormente, por sua vez, voltar a reproduzi-lo.

The Carnival Brincas of Évora, being a manifestation of the Intangible Cultural Heritage, have their own characteristics and are unique in our country, deserving for its uniqueness and originality, all the attention, in order to carry out actions to protect, study and divulge them.


Contacto: 266709477 | 967804246 | asspddevora@gmail.com
Organização: Associação de Solidariedade Social dos Professores
Apoios: Câmara Municipal de Évora


Fonte: http://www.cm-evora.pt/pt/agendacultural/Paginas/Conversas-a-volta-de----As-Brincas-de-Carnaval-de-Evora-com-Rui-Arimateia.aspx
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android