Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
18:30 até às 20:10
A Ilha dos Silvos, de Corneliu Porumboiu, no Teatro Campo Alegre

A Ilha dos Silvos, de Corneliu Porumboiu, no Teatro Campo Alegre

Teatro Campo Alegre
6 a 12 de Fevereiro (todos os dias às 18h30)
Exclusivo

A ILHA DOS SILVOS
LA GOMERA
de Corneliu Porumboiu
com Vlad Ivanov, Catrinel Marlon, Augustí Villaronga
Roménia, França, Alemanha, Suécia | 2019 | 1h37 | m/14

Festival de Cannes – Selecção Oficial em Competição

Libération 
Le Monde 
Cahiers du Cinéma 
Positif 
La Croix 
Télérama 
L’Humanité 
Le Figaro 
Time Out Lisboa 
Sábado 

«Corneliu Porumboiu, um dos grandes nomes da ‘primeira’ geração do novo cinema romeno (com 12:08  A Este de Bucareste, 2006) aplica todo o seu estilo e o seu charme a um thriller.
A Ilha dos Silvos tem como base estrutural uma ideia fantástica: a língua de assobios praticada ancestralmente pelos nativos da Gomera, pequena ilha das Canárias, que no caso se torna essencial como linguagem de código de uma pequena máfia. […]
O encanto de Porumboiu está logo à partida neste casting. O protagonista não é um glamoroso James Bond, apetrechado de tecnologia e irresistível para as mulheres, é antes um anti-herói com ambição de se tornar vilão. Contudo, o filme não deixa de ter outros ingredientes-tipo: uma máfia luxuosa que fala espanhol e uma mulher arrebatadora (Catrinel Marlon é uma espécie de Penélope Cruz romena). Mais importante do que isso é a transposição para esta história de agentes infiltrados, informação e contrainformação, os detalhes do quotidiano que marcam o novo cinema romeno e o tornam tão próximo e tão intenso. Tal como nos seus filmes anteriores, podemos aqui voltar a afirmar: os romenos têm a deliciosa capacidade de saberem rir-se de si próprios.»
Manuel Halpern, Visão

«Um dos prazeres de A Ilha dos Silvos consiste em vermos como o realizador consegue pegar numa história policial convencional e linear, dar-lhe uma hábil volta e transformá-la numa trama tortuosa, que não para de andar para trás e para a frente no tempo, e saltitar de personagem em personagem, sem se perder no meio dela ou alienar o nosso interesse. […] Porumboiu filma com a sua habitual economia visual e expressiva, circunspecção dramática e toques de humor nonsense, introduzindo aqui e ali referências cinéfilas, mas que têm sempre a ver, de uma ou de outra forma, com a história e nunca surgem avulsas.»
Eurico de Barros, Time Out 

«Há também uma bela e misteriosa mulher envolvida porque Corneliu Porumboiu, a mente brilhante que criou 12:08 a Este de Bucareste (2006) e Tesouro (2015), utiliza sem pudor os arquétipos comuns ao cinema noir, reinterpretando-os com o seu sentido de humor que toca tanto no absurdo como na metanarrativa.»
Tiago R. Santos, Sábado 

«O cineasta romeno Corneliu Porumboiu realizou um formidável policial pós-moderno.»
Mathieu Macheret, Le Monde  

«Uma esplêndida farsa, A Ilha dos Silvos é, ao mesmo tempo, policial, western, sátira social e comédia muito musical, filme de aventuras e espionagem, de venenosa obscuridade, um incessante fogo-de-artifício visual, de vigilância paranóica ultra-contemporânea e arrebatamentos arcaicos.»
Julien Gester, Libération  

Trailer: https://vimeo.com/381680903
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android