Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
N/D
Exposição de ilustrações “ink and water‘‘, de Dulce Nunes

Exposição de ilustrações “ink and water‘‘, de Dulce Nunes

Exposição de ilustrações “ink and water‘‘, de Dulce Nunes, com inauguração a 8/Fevereiro, 15h30 


Esta Exposição irá estar patente até dia 7 de Março no seguinte horário:
Segunda a sexta, 10h00-18h00
Sábado, 10h00-13h00 | 14h00-18h00
Domingo, Encerrado
ENTRADAS LIVRES
Dulce Nunes nasceu em Lisboa em 1960. Tem curso de Design gráfico da Escola António Arroio, fez o curso de Escultura da FBAUL e o Mestrado de Artes Plásticas da ESAD CR. Atualmente vive em Caldas da Rainha e trabalha na escola Raul Proença onde é professora de Artes Visuais. Expõe com regularidade desde 1995.
ink and water
Ilustrações
Esta exposição reúne um conjunto retrospetivo de trabalhos de ilustração, começando com duas ilustrações com vinte e um anos que fazem parte de um livro de artista, “Com a casa às costas” e “Wind”. Seguindo com dez ilustrações com dez anos de outro livro “eu em desassossego” feitas a partir de um texto do livro “Desassossego”. Passando depois para os livros do Fora do Livro três histórias, “Caracocegas” 2016, “O menino e um cavalo” 2018 e “O meu coração palpitou, saltou e pulou” 2019. Também aqui expostas as impressões dos cadernos de campo de Desenho Científico, outra forma de contar histórias. Por fim, uma série de dez desenhos feitos a partir de poemas de Tao Yuanming, já deste ano de 2020, que vão integrar um livro de artista de curta série “Os que tinham os mesmos sonhos que ele”.
Na sala central podem ver alguns dos livros editados.
“ink and water” Tinta e água são elementos da linguagem de ilustrar que foi ganhando memórias e crescendo de intensidade com o passar dos anos. Contar uma história dentro da imagem através da sua linguagem própria é uma forma de viajar fora tempo e do espaço real dentro da realidade da imagem sobre o papel. A grafia reinventada através de um instrumento capaz de reproduzir uma melodia primordial a que todos temos acesso através dos nossos sentidos. A água dilui e conduz a tinta que neste movimento adquire densidade de sentimentos onde o olhar pode suspender-se ao ler-lhe as múltiplas tonalidades.


Fonte: http://agendaviva.smartcityhub.pt/Detalhe-Evento.aspx?v=2&lg=1&g=16190
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android