Fechar Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
N/D
HUMIDADE - Cancelamento

HUMIDADE - Cancelamento

No cumprimento das medidas previstas no Decreto de 28 de janeiro, que regulamenta a renovação do Estado de Emergência, informamos que o Theatro Circo procedeu ao cancelamento dos espetáculos agendados até 14 de fevereiro, designadamente da apresentação da peça 'Humidade'.


Os espectadores que já adquiriram bilhetes para os espetáculos incluídos neste período, e que pretendam o reembolso, devem considerar o seguinte:

para bilhetes adquiridos na bilheteira do Theatro Circo: a devolução deverá ser requisitada na bilheteira do Theatro Circo, a partir da data fixada para uma nova abertura ao público do edifício e durante o período máximo de 30 dias;

para bilhetes adquiridos na BOL Online: a devolução deverá ser requisitada diretamente à BOL, a partir do dia de amanhã e durante o período máximo de 30 dias;

para bilhetes adquiridos nos pontos de venda externos: a devolução deverá ser requisitada no local onde estes foram adquiridos, a partir do dia de amanhã (ou da data fixada para uma nova abertura ao público) e durante o período máximo de 30 dias ;

para troca de bilhete por outro espetáculo: apenas possível na bilheteira do Theatro Circo, a partir da data fixada para uma nova abertura ao público do edifício e durante o período máximo de um mês;


Para esclarecimentos adicionais, deverá enviar email para bilheteira@theatrocirco.com

Os restantes espetáculos da programação de Fevereiro continuam disponíveis para venda em www.theatrocirco.bol.pt

Desde já, agradecemos a compreensão e pedimos desculpa pelo incómodo.



Vindos dos outros lados do mundo, Ela e Ele, o Outro e a Outra, Um e Uma, “desencontram-se” num hostel de uma cidade húmida (Braga, Santiago). Cruzamentos de vidas em viagem, presas pela chave da porta. A fobia do encontro no enquadramento da foto, a vontade de representar no Skype e a solidão que a chuva miudinha acentua. Parafraseando Hopper, não existe uma distância demasiado fria. A coisa foi vista. O tempo parou. E os personagens vivem um acontecimento apaixonante, num quadro do desespero da nossa contemporaneidade.

Rui Madeira


FICHA ARTÍSTICA

autor: Bárbara Colio | tradução: Ivonete da Silva Isidoro | encenação: Rui Madeira | cenografia e vídeo arte: Acácio Carvalho | figurinos: Manuela Bronze | iluminação: Nilton Teixeira | design gráfico: Carlos Sampaio | som: Pedro Pinto |elenco: André Laires, Solange Sá |centro de criação de vídeo e som / Maria Augusta Produções



Fonte: https://www.theatrocirco.com/pt/agendaebilheteira/programacultural/938
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android