Fechar Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
18:00 até às 20:00
Cerimónia de entrega dos títulos honoríficos Amicus Romaniae

Cerimónia de entrega dos títulos honoríficos Amicus Romaniae

O Instituto Cultural Romeno organiza, no próximo dia 5 de dezembro de 2019, a partir das 18h00, a 11ª edição da cerimónia de entrega dos títulos honoríficos "Amicus Romaniae", que terá lugar na galeria do Instituto Cultural Romeno, em Lisboa (Rua do Barão nº 10). Pela mesma ocasião será também inaugurada a exposição "Objetos da vida camponesa tradicional da Roménia", organizada em parceria com a Embaixada da Roménia na República Portuguesa e o Museu Nacional da Aldeia "Dimitrie Gusti", de Bucareste. 

O título honorífico "Amicus Romaniae" foi instituído em 2009 como reconhecimento e apreço, por parte do Instituto Cultural Romeno, para com as personalidades do meio cultural e institucional que apoiam a promoção dos valores da cultura romena em Portugal. 

O evento iniciará com a entrega das distinções honoríficas "Amicus Romaniae" por S.E. a Embaixadora da Roménia em Portugal, Senhora Ioana Bivolaru, e pelo diretor do Instituto Cultural Romeno em Lisboa, Senhor Daniel Nicolescu. A apresentação das individualidades distinguidas com o título "Amicus Romaniae" estará a cargo de Leonídio Ferreira, subdiretor do Diário de Notícias, ele próprio Amicus Romaniae na edição de 2018.

Os galardoados deste ano são:
•	Silvana Bessone, diretora do Museu Nacional dos Coches
•	António Cabral Pinto, diretor artístico da Fundação Bienal de Cerveira
•	Fernando Nogueira, presidente executivo da Lusitânia
•	Sofia Marçal, museóloga/ curadora do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC)
•	João Pardal Monteiro, presidente da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa (FAUL)
•	Paula Silva, diretora-geral do Património Cultural (DGPC)
•	Cón. Luís Manuel dos Santos (Pároco da Igreja Santa Maria de Belém do Mosteiro dos Jerónimos)
•	Ricardo Gil Soeiro, professor e investigador da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL)
•	Renato Sousa, diretor das clínicas "Sorria"
•	Aida Tavares, diretora artística do Teatro Municipal de São Luiz

A exposição "Objetos da vida camponesa tradicional da Roménia" integra mais de cem peças do património do Museu de Bucareste, entre as quais assinalamos tapetes valiosos, vestuário e móveis antigos, bem como utensílios domésticos ou de artesanato tradicional oriundos das principais áreas etnográficas habitadas pelos romenos. Duas das técnicas utilizadas na realização de alguns dos objetos presentes na exposição foram incluídas nos últimos anos na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade: As técnicas de realização dos tapetes tradicionais romenos de parede (2016) e a técnica da Cerâmica tradicional de Horezu (2012).

A exposição estará patente até 30 de janeiro de 2020.

O Museu Nacional da Aldeia "Dimitrie Gusti" de Bucareste foi criado em 1936 pelo grande sociólogo e folclorista Dimitrie Gusti, o criador da escola romena de sociologia e, a nível internacional, um dos mais importantes sociólogos da época. Atualmente, o museu é uma das maiores atrações turísticas de Bucareste e o depositário de um excecional conjunto de criações arquitetónicas e arte folclórica tradicional. Ao mesmo tempo, o museu é um prestigiado centro de investigação etnográfica e sociológica e um laboratório de restauração.
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android