Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
19:00
MOLIO #3 |“A minhota não dança descalça: Bioperversidade na Ibéria”

MOLIO #3 |“A minhota não dança descalça: Bioperversidade na Ibéria”

MOLIO #3 |“A minhota não dança descalça: Bioperversidade na Ibéria”

26 de Setembro às 19h | September 26 at 7pm
Entrada 3 euros para não sócios | Entry 3 euros for non-members

"MOLIO": substantivo colectivo masculino. Calão, adaptado da palavra portuguesa "molho". Utilizado para descrever um ajuntamento; Gangue; Amálgama; Amontoado de pessoas.

MOLIO é um projecto artístico que remete para uma abordagem co-autoral, onde os resultados desse diálogo se consolidam numa instalação conjunta a ter lugar na carvoaria da ZARATAN. MOLIO convida à participação de 2 a 4 artistas por edição, em que os mesmos são desafiados a abandonar os seus projectos individuais em prol de uma discussão estética (ou cenográfica), que actua colectivamente (ou mais precisamente "ao molio") neste espaço “black box” pouco ortodoxo.

A duração destes "exercícios cenográficos" restringe-se a apenas um dia, no entanto são disponibilizados 2 a 4 dias para trabalhar o espaço e pensar os elementos constituintes de cada instalação: Luz, Massa e Som , e por conseguinte, Sombra, Vácuo, Silêncio serão meros exemplos.

Nesta terceira edição, no dia 26 de Setembro, os artistas convidados são Henrique Neves e Eugénia Burnay, e lança-se a publicação "PÓS-MOLIO II" resultante da edição anterior do ciclo, das quais constaram como convidados Bruce Paulino da Silva e Xavier Xavier.

PÓS-MOLIO

Após o momento da exposição será emitida uma publicação, de seu nome PÓS-MOLIO, contendo as digitalizações de um conjunto de 10 fotografias Polaroid, tiradas por um fotógrafo convidado - ou dois, no caso desta edição (e condicionado à utilização exclusiva desses 10 instantâneos, sendo-lhe providenciado de antemão esse mesmo equipamento). Acresce ao produto final um curto texto; seja ele uma transcrição de um diálogo, a letra de determinada canção, um excerto de um guião ou qualquer outro formato que faça justiça ao evento, e à vontade colectiva dos integrantes de cada edição.

Servem estes breves parágrafos como descrição do ciclo MOLIO, bem como convite peremptório a quem venha a integrar as edições vindouras.

O ciclo MOLIO é organizado por João Viotti


>>>ARTISTAS CONVIDADOS:

EUGÉNIA BURNAY pós-graduou-se em discursos da fotografia contemporânea nas Belas-Artes de Lisboa. Trabalha principalmente com fotografia e apropriação de imagem, focando-se na auto-representação e auto retrato. Usa com especial interesse o formato de livro e suas variantes.

HENRIQUE NEVES tem apresentado o seu trabalho tanto em locais que não são os mais usuais para a arte contemporânea, como o SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) ou o jardim histórico Potager du Roi ( Versalhes), como em galerias e museus em Portugal, França, Reino Unido e Alemanha. Foi um dos finalistas do prémio MAC International 2016 (Metropolitan Art Center Belfast, Irlanda do Norte). O seu trabalho materializa-se na produção de têxteis, instalações, pinturas, objetos e desenhos.


>>>FOTÓGRAFOS CONVIDADOS:

PEDRO FARINHA FERNANDES nasce no verão de 99 em Lisboa. Enfrenta o liceu em Paço de Arcos enquanto explora a área musical na Escola Música Nossa Senhora do Cabo. Após este percurso e com as ferramentas musicais e académicas já um tanto exploradas, ingressa nas Belas Artes de Lisboa em 2017 no curso de pintura, o qual frequenta desde então.

XAVIER XAVIER nasceu nos oitenta. Juntou-se a Portugal na CEE, Expirou Desgosto.
Licenciou-se em fuga,
No disfarce,
Colaborou com o profundo
Como Mestre do desastre.

>>>CURADORIA:

JOÃO VIOTTI. 1993. Lisboa. Poeta Póstumo Profissional. Concedida licença para fazer Escultura {FBAUL 2013}. Contemplou com a Maumaus {Maumaus ISP 2015}.
Consignado mestre de Artes Multimédia {FBAUL 2016}. Cientista Social Auto-Proclamado {Juros Quinzenais: Residência artística no BANCO – Lisboa 2017}. Curador/Colaborador {Zaratan Arte Contemporânea: Ciclo “MOLIO” – Lisboa; “Hotel Santo Isidro” – Porto},
fundador {PHLORYSTA - Lisboa} e co-criador {Bempostinha 25B – Lisboa; Atelier SantoIsidro – Porto}.


Fonte: https://zaratan.pt/pt/event/401
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android