Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
18:00 até às 20:00
 SÓ VOZES - PONTES DA POLIFONIA PORTUGUESA

SÓ VOZES - PONTES DA POLIFONIA PORTUGUESA

SÓ VOZES- PONTES DA POLIFONIA PORTUGUESA

O “Artes à Rua 2019 – Festival de Artes Públicas” desafiou o autor do projeto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, o realizador Tiago Pereira, para criar um espetáculo para ser apresentado nas ruas de Évora durante o festival. O convite foi aceite e o resultado não é um concerto, mas um conjunto de atuações de grupos de cantares tradicionais, intitulado “Só Vozes - Pontes da Polifonia Portuguesa”, e que se realiza a 22, 23, 24 e 25 de agosto. Nos três primeiros dias os concertos são na Igreja de S. Vicente e o do último dia é junto à Sé Catedral, sempre ao final da tarde.
Segundo Tiago Pereira “a polifonia é uma forma de cantar ainda viva, de norte a sul do país”, e se, no sul, o Cante foi classificado como Património Cultural Imaterial da Humanidade, pela UNESCO, noutras regiões, sublinha, “como em Lafões” a polifonia não está tão bem protegida. E, prossegue, “a polifonia é muito importante, porque a voz como instrumento tem um grande poder”, e é essa força que pretende revelar ao país, através do seu projeto, que já assume a forma de uma associação cultural, A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria. Associação que visa recolher, registar e divulgar o património oral português, como canções, romances, contos ou outras tradições orais, e que em 2018 obteve o estatuto de utilidade pública, pelo seu contributo para a preservação das memórias coletivas dos portugueses.
Em Évora, Tiago Pereira apresenta quatro concertos em que os cantores não usam microfones, nem estão em palco, estão junto do público, rodeados por este, numa proximidade que remete para “o sentido original da polifonia”, sublinha.
A voz, relembra o criador de “Só Vozes - Pontes da Polifonia Portuguesa”, “ressoa no corpo, como nenhum outro instrumento”. E, para acentuar essa faculdade única, assim como para demonstrar as diferenças regionais da polifonia e que esta se adapta e se aprende, Tiago Pereira junta nos concertos criados para o “Artes à Rua 2019” grupos do Minho, da zona de Lafões e do Alentejo

A set of performances by traditional singing groups, entitled "Voices Only - Bridges of Portuguese Polyphony", held on August 22, 23, 24 and 25.
In the first three days, the concerts will be in the Church of S. Vincente and in the last day near the Cathedral, always in the evening.


Programa “SÓ VOZES- PONTES DA POLIFONIA PORTUGUESA”:

22 de Agosto- 19h00 - Igreja de São Vicente
Grupo de Cantares de Sobral de Pinho
Grupo Coral Cantares de Évora
Vozes do Grupo Folclórico da Universidade do Minho

23 de Agosto - 19h00 - Igreja de São Vicente
Vozes de Manhouce
Rancho de Cantadores da Aldeia nova de São Bento
Rusga de Joane

24 de Agosto - 18h00 - Igreja de São Vicente
Grupo de Folclore Terras de Arões
Alentejo Cantado
Cantadeiras do Vale do Neiva

25 de Agosto - 19h00 - Escadarias da Sé
Cante em conjunto de:
Grupo de Folclore Terras de Arões
Alentejo Cantado
Cantadeiras do Vale do Neiva

Organização: Câmara Municipal de Évora - Festival Artes à Rua 2019


Fonte: http://www.cm-evora.pt/pt/agendacultural/Paginas/SÓ-VOZES---PONTES-DA-POLIFONIA-PORTUGUESA.aspx
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android