Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
21:00
Museu do Pico acolhe o escritor Carlos Tomé no lançamento do livro 'O Bracinho'

Museu do Pico acolhe o escritor Carlos Tomé no lançamento do livro "O Bracinho"

O Museu do Pico apresenta, no próximo dia 13 de junho, no Auditório do Museu dos Baleeiros, nas Lajes do Pico, o livro O Bracinho, a mais recente publicação do autor Carlos Tomé.

Depois de A Noite dos Prodígios e outras histórias (2002), Morreremos Amanhã (2006) e Um Perigoso Leitor de Jornais (2016), a nova obra, baseada num caso verídico, ocorrido em S. Miguel nos anos sessenta do século passado, propõe a história de um menino de seis anos, O Bracinho, alcunha por que é carinhosamente chamado na freguesia onde nasceu, que se vê confrontado com uma decisão do seu próprio pai que o marcará para toda a vida. Traça o retrato de uma tragédia pessoal, reservando aos leitores momentos de intensidade dramática a que não ficarão indiferentes.

O autor, Carlos Tomé, nasceu em Ponta Delgada, em 26 de outubro de 1951, tendo iniciado a sua carreira profissional de jornalista em 1969, no jornal “Diário dos Açores”, transitando, em 1976, para a RTP-Açores, que abandonou em 2007, após ter sido Chefe de Serviço Adjunto de Programas e Diretor de Informação. Foi Chefe de Redação do semanário “Jornal de Ponta Delgada” e repórter-correspondente nos Açores dos jornais “A Capital” e “Expresso”. Foi dirigente nacional do Sindicato dos Jornalistas e assessor para a Comunicação Social do Presidente do Governo dos Açores, Carlos César, entre 2007 e 2012, e do Vice-Presidente, Sérgio Ávila, entre 2012 e 2016. Ganhou, em 1989, a primeira edição do “Prémio Açores”, com A Geração Esquecida, uma grande reportagem sobre a importância dos açorianos no povoamento do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, tornando-se, desde essa data, admirador confesso da História, das gentes e da cultura do estado gaúcho. Foi ainda agraciado, em 2011, com a Medalha da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e é Cidadão Honorário de Porto Alegre desde 4 de agosto de 2011. Participou, em 2007, na antologia Contos de Algibeira (editora Casa Verde, Porto Alegre, Brasil) e, em 2008, na coletânea MAGMA.

A sessão terá início pelas 21h, com entrada livre.


Fonte: http://www.culturacores.azores.gov.pt/agenda/default.aspx?id=32731
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android