Fechar Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
19:00 até às 20:00
Seminário Permanente de Pensamento Antigo «Mundos e Vidas» II

Seminário Permanente de Pensamento Antigo «Mundos e Vidas» II

Seminário Permanente de Pensamento Antigo: «Mundos e Vidas» 
Org. António De Castro Caeiro

2ª sessão: 5 Abril 2019, 19h00

Fábio Serranito: "Como escolher a sua vida: introdução a um problema antigo"


Um “seminário" é o lugar onde se lançam sementes. Neste, incidimos sobre o pensamento antigo. Não apenas abordaremos textos consagrados com o título “textos de filosofia", mas, também, sobre o que foi produzido pelos médicos, historiógrafos, dramaturgos. A epopeia e a lírica visavam a vida e num mundo próprio. Na antiguidade, não havia disciplinas ou formas de expressão literária fechadas umas para as outras. O que entendemos por pensamento antigo é uma reacção à — e uma provocação da — vida. O ser humano encontra-se exposto aos elementos, aos outros seres humanos, a seres vivos e ao seu próprio mundo. Há uma experiência muito pessoal e particular do que é a minha vida e simultaneamente sob plano de fundo reconhece-se de quando em vez a vida como acontecimento maciço em que tudo tem lugar: o universo infinito e o infinitesimal, nós todos lá metidos, cada um de nós a cintar sob a nossa perspectiva singular a totalidade dos mundos e das vidas. Há tantos mundos quantas as pessoas. Há tantas formas de vidas que uma única pessoa consegue sem dificuldade reconhecer os seus tempos passados de outras vidas que teve. O pensamento antigo partia da experiência maciça do universal humano. Interrogava a habitabilidade do mundo, a conservação da vida, mas, também, as experiências mais radicais do que poderíamos chamar encruzilhadas subjectivas, pessoais, privadas, existenciais. A contemporaneidade não pode, pois, dispensar as suas origens. Só assim ela se revelará na sua originalidade e força. Todos nós, contemporâneos, somos obrigados a reconhecer o vínculo ao nosso passado biográfico. Acordar as vidas narradas e vividas do passado não é aceder ao esquecimento que tudo torna longínquo, distante e inexistente. É chegar à fonte e à origem da própria vida a acontecer e a reclamar-nos para a dizermos.


IFILNOVA | CultureLab | Grupo de Investigação Ars Vivendi
https://www.culturelab.ifilnova.pt/en/pages/art-of-living
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android