11:00 até às 17:00
Portas do Tempo VN Cerveira x 9 Fev Do Contemporâneo ao Futuro

Portas do Tempo VN Cerveira x 9 Fev Do Contemporâneo ao Futuro

PORTAS DO TEMPO
VILA NOVA DE CERVEIRA | 9 FEV
DO CONTEMPORÂNEO AO FUTURO

Conferência 
11:00 • Fórum Cultural de Cerveira

Visita-performativa 
15:00 • Câmara Municipal

CONFERENCISTAS

Maria de Fátima Lambert
Cabral Pinto
Sobral Centeno

VISITA-PERFORMATIVA
ESPECIALISTA

Maria de Fátima Lambert

EQUIPA ARTÍSTICA
Mafalda Santos
Manuel Mesquita
COM A PARTICIPAÇÃO DA
Comunidade Local


                                

O QUE SÃO AS PORTAS DO TEMPO?

Este é um programa da CIM Alto Minho onde partimos do território para múltiplas viagens no tempo, através de uma conferência e de uma visita-performativa, associadas a um tema e a um município.

Do Megalitismo e Arte Rupestre, em Caminha; Dos Castros, em Monção; Do Romano, em Ponte de Lima; Do Românico, em Ponte da Barca; Dos Castelos e Fortalezas, em Valença; Dos Mosteiros, em Melgaço; Dos Descobrimentos, em Viana do Castelo; Do Barroco, em Arcos de Valdevez; Da Arquitetura Tradicional, em Paredes de Coura; Da Contemporaneidade e Futuro, em Vila Nova de Cerveira.

Em cada município, uma porta de entrada. A cada porta, a possibilidade de cruzamento de caminhos variados, porque a história é porosa e intrincada.

                                

SINOPSES

Conferências:
A arte contemporânea continua a desafiar e a inovar os códigos estéticos e formais. Rematamos o longo processo do ciclo de conferências, levado a cabo nos 10 concelhos da CIM Alto Minho, ao questionar as múltiplas formas de expressão da arte contemporânea, e ainda o papel e sentido que ela tem na nossa sociedade, seja no âmbito educativo, cultural, seja na afirmação e desenvolvimento desta região. Vila Nova de Cerveira tem na sua Bienal, com toda a programação cultural associada à arte contemporânea, uma das suas maiores referências. Que património cultural estamos a construir para o futuro? Como pode a arte contemporânea motivar o desenvolvimento e a afirmação de um território cultural?; como responde a arte aos grandes problemas sociais e ambientais, sendo um espaço de debate para um mundo mais justo e sustentável? São estas as questões para a nossa sessão de Vila Nova de Cerveira.

Visita-performativa:
Acabadas de celebrar, em 2018, vinte bienais em Vila Nova de Cerveira, é tempo para apreciar o que a criação artística contemporânea trouxe a este ponto de fronteira do Alto Minho e também para fazer um ponto de situação sobre o vero estado… da arte. Esta será ainda uma oportunidade para refletir sobre o exemplo da «Vila das Artes» como uma aposta ganha e sedimentada na região. Mas de que forma lidam os artistas de hoje com o peso da tradição e do passado, numa região em que certos marcadores culturais são, por vezes, tão fortes? O poder transformador da criação artística como gerador de cultura será sempre uma das mais importantes chaves da porta de um tempo que se quer sempre novo. Porque é do futuro que se falará.
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android