Mnémosyne
Evento recorrente: 5 Datas Ver evento

Mnémosyne

  • Destaque
  • Evento terminado
5-25 jan
Exposição de fotografia
seg-sáb 15:00-18:00

17-20 jan
Espetáculo
qui 19:00+21:00 sex 19:00+21:00+23:00 sáb 17:00+19:00+21:00+23:00 dom 16:00+18:00

««
Há uma convocação de arte total inerente ao trabalho do coreógrafo e artista plástico de origem húngara, Josef Nadj. Em Mnémosyne, o díptico com que regressa aos nossos palcos – uma exposição fotográfica e uma performance cénica –, esse sopro ganha uma invulgar expressão. O seu intento de fundir disciplinas artísticas já nos tinha anteriormente imerso nos quadros vivos de Les Corbeaux (2011) e no teatro artesanal e poético de ATEM le souffle (2012, coproduzido pelo TNSJ). Com Mnémosyne, Josef Nadj cruza a arte da imagem com as artes cénicas, propondo uma desmultiplicação e diálogo de olhares. Depois dos corvos, são agora as rãs os modelos simbólicos deste seu desejo de hibridização. E foi a visão de uma rã, seca e esmagada pelo rolo compressor de carros, qual imagem-antracite das chapas fotográficas, que lhe devolveu intensas memórias de infância e juventude. Nas cerca de cem fotografias que compõem a exposição, são estas rãs-marionetas que Nadj encena em outras tantas narrativas, primevas, domésticas, heroicas e trágicas. E esta constelação de imagens conduz-nos a uma caixa preta, microcosmos do mundo, tanto camera obscura como exíguo palco, onde Nadj se entrega a uma performance breve, íntima e densa, na veia de Beckett. Tributo pessoal ao inacabado Atlas de Aby Warburg, Mnémosyne questiona as nossas memórias e os tempos e as heranças desta nossa Europa.

««
Espetáculo

conceção e interpretação: Josef Nadj

luz:Rémi Nicolas
cenografia e direção técnica: Sylvain Blocquaux
música: Peter Vogel, Schubert por Emmanuelle Tat
direção de palco: Romuald Liteau-Lego

««
Exposição

fotografias e vídeo: Josef Nadj

colaboração artística: Dudás Szabolcs
cenografia e desenho de luz: Rémi Nicolas
molduras: Jean-Pierre Haie – Atelier Demi-Teinte

 ««
direção técnica: Sylvain Blocquaux
produção e digressão: Bureau PLATÔ – Séverine Péan, Emilia Petrakis
administração: Bureau PLATÔ – Marie de Heaulme
produção executiva: Atelier 3+1
coprodução: Biennale de la danse de Lyon 2018, Centre Chorégraphique National d’Orléans, La Filature, Scène Nationale – Mulhouse, Le CENTQUATRE-PARIS
com o apoio de: Ministère de la Culture – Direction générale de la création artistique – Délégation à la Danse, Région Ile-de-France, La Villette-Paris, Résidence Sainte-Cécile-Orléans
estreia: 22Set2018 Biennale de la danse de Lyon – Musée des Beaux-Arts
dur. aprox 20’
M/14 anos
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android