22:00 até às 01:00
Talea Jacta Est – André Couto

Talea Jacta Est – André Couto

  • Destaque
  • Evento terminado
Grátis
Uma talea é um padrão rítmico usado (lançado?) em isorrítmos que se repete ao longo de uma peça musical em pelo menos uma das vozes.

Talea Jacta são Pedro Pestana (10 000 Russos, Tren Go! Sound System) e João Pais Filipe (Paisiel, HHY & The Macumbas, Sektor 304), que se juntaram em concerto no ano de 2016 a convite da Favela Discos, iniciando um trabalho em conjunto de exploração e reflexão sobre a música e também de experimentação de linguagens e respetivas técnicas que ainda não tinham utilizado noutros projetos. Os primeiros resultados deste encontro deram origem a "I", lançado no início deste ano e disponível no Bandcamp da banda. Do convívio e do trabalho desenvolvido, surgiram mais ideias e a vontade de alargar este universo musical colaborando com outros pensadores e argonautas contemporâneos.

No início de 2018, este projecto foi selecionado para apoio no âmbito do Criatório, programa de apoio à criação artística contemporânea na cidade do Porto. Além da vontade expressa, é também graças a este apoio que nasce Talea Jacta Est, um projecto multidisciplinar que envolve residências artísticas com Rafael Toral, Wendy Mulder, Julius Gabriel e André Couto cujo resultado será gravado ao vivo e posteriormente editado em vinil através do selo A Bone For Tuna Records.

Entre os vários parceiros estão a associação cultural Maus Hábitos – que acolhe todas as apresentações ao vivo do resultado de cada uma das residências – e a Materia Prima que assegura a distribuição do vinil duplo. Será igualmente produzido um documentário – realizado por Vanessa Fernandes – acerca do processo criativo que aponta a uma reflexão acerca do encontro entre as diferentes linguagens musicais presentes no projeto. Dayana Lucas está a cargo do design. A Pé de Cabra gere a produção e a logística

Com André Couto, baixista por natureza, procura-se o trabalho no espectro sonoro mais grave nas suas muitas funções desde o drone à marcação passando pela pulsação ou pelo groove. Nos últimos anos o seu trabalho, quer como músico, quer como agente cultural na Invicta Tapes, tem reflectido uma procura pelo minimalismo técnico aliado à imensidão de cada som que por si produzido, cada um com a sua intenção marcadíssima. Um escultor das camadas mais graves que ao mesmo tempo que mantém a sua função, a desconstrói constantemente.

Artista sonoro e visual, André Couto nasce em Espinho no ano de Deus de 1978. O seu percurso Artístico inicia-se no Porto em 1992, as primeiras edições musicais em 1994. Desde então é parte integrante de diversas bandas significativas no espectro underground portuense, nacional e europeu, a saber: Psicadelic Mind e The Melancholic Youth Of Jesus (Independent Records) 1992-1999; Sub.buS (Ed. Autor) 2000-2004; malcontent (Ed. Autor) 2007- 2012; das unterwasser (Ed. Autor) 2009-...; dreamweapon (Ed. Autor, Lovers and Lollypops, Fuzz Club Records), 2008 - ... e 10000 Russos (Fuzz Club Records) 2013 - ... 
Licenciado em Cinema e Audiovisual pela Escola Superior Artística do Porto em 2008, lecciona em 2009 o Seminário "A banda sonora no cinema experimental", e em 2010, o Seminário "O Improviso e a Falencia da técnica em Musica e Cinema Experimental", as cadeiras de Realização do 2o e 3o anos da Licenciatura em Cinema e Audiovisual da mesma escola, respectivamente. 
Realiza diversos filmes de autor, videoclipes e instalações de 2006 até ao presente. Colabora ainda, desde a mesma altura até a presente data, como actor, sonoplasta, operador de câmera e de som, montador, projeccionista, assistente de realização, director de fotografia e de arte, em inúmeros filmes em video, 8, 16 e 35 mm, da autointitulada Escola do Porto. 
Funda em 2017, a editora Invicta Tapes, que se propõe a editar exclusivamente no formato de cassete, tudo o que de Artística e inaudívelmente válido se produza na cidade do Porto, questionando assim, logo redesenhando, as noções de qualidade, estética e comerciabilidade vingantes no mercado editorial. 
Aos 39 anos de idade, sobrevive, estóica e orgulhosamente, abaixo do limiar da pobreza. 

Abaixo, a programação completa:

- Talea Jacta + Julius Gabriel: 23 de Outubro de 2018
https://www.facebook.com/events/374718799734882/

- Talea Jacta + Wendy Mulder: 29 de Novembro de 2018
https://www.facebook.com/events/2130380287273931/

- Talea Jacta + Rafael Toral: 6 de Dezembro de 2018
https://www.facebook.com/events/348032995755468/

- Talea Jacta + André Couto: 17 de Janeiro de 2019

Todos os eventos são de entrada livre
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android