Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirmem junto dos promotores se estes vão ocorrer.
21:30 até às 23:00
Peça de Teatro «O Francês em Londres»

Peça de Teatro «O Francês em Londres»

12€
O FRANCÊS EM LONDRES - TEATRO
A peça O francês em Londres, de Louis de Boissy, foi levada à cena inúmeras vezes durante o século XVIII e representada no palácio do Marquês de Pombal, em Oeiras, no dia do seu aniversário em 13 de Maio de 1767.
Trata-se de uma comédia em um acto, que dá enfase a características sociais e culturais da época, pondo em confronto a cultura e os costumes franceses e ingleses, no século XVIII, através da tipificação das figuras. O enredo simples não deixa de nos revelar um precioso retrato deste período, em que os usos e a moda franceses dominavam a Europa, não sem soberba. Estes são salientados através da figura do Marquês de Polinville, cujos preceitos galantes que o dominam, e com os quais pretende educar o mundo, lhe conferem um carácter fútil e arrogante, o que propicia a comicidade das cenas. Nos antípodas deste, encontra-se Jacques Rosbif, sem graça, nem modos, nem maneiras. É entre a cortesia francesa e o bom senso inglês que o texto e as figuras se debatem. Através do cómico gerado pelo confronto entre costumes muito distintos, esta peça oferece uma valiosa lição sobre aspectos culturais e sociais o século XVIII, que, também em Portugal, geraram controvérsia. 

Nesta noite de festa, é a família e os amigos do conde de Oeiras que o convidam para um serão em que o teatro doméstico domina a assembleia.

M. de Boissy
Poeta satírico e autor dramático francês, Louis de Boissy nasceu em Vic-sur-Cère (Cantal), em 1694, de onde partiu para Paris em 1717. De espírito crítico e irreverente, iniciou a sua carreira como poeta satírico, atacando ferozmente os mais célebres homens de letras do seu tempo. Cedo se torna autor de teatro (1725), tendo publicado cerca de quarenta peças ao longo dos trinta anos que dedicou a este género, tanto no Teatro Francês como no Teatro Italiano. Entre o seu público encontram-se as mais eminentes figuras da época. Destaca-se pelo espírito, imaginação, força e vivacidade das suas obras, tendo provocado o riso dos franceses sobre os seus próprios defeitos. Foi aplaudido por “pintar com grande finesa e verdade a alta sociedade e o homem de corte”. No âmbito jornalístico, dirigiu a Gazette de France e foi titular do privilégio do  Mercure de France. Escreveu poesia e romances, mas foi no género dramático que se destacou. As suas peças foram recolhidas e publicadas em Oeuvres de théâtre de M. de Boissy, «nouvelle édition corrigée et augmentée», Veuve Duchesne, 1766, 9 vol.. Fruto do reconhecimento que obteve no seu tempo e devido ao apoio e admiração da Mme. de Pompadour, foi eleito membro da Academia Francesa em 1754, tendo sido recebido com entusiasmo pela assembleia dessa instituição e pelo público. Morre em Paris, em 1758, recebendo homenagem da Academia Francesa numa cerimónia onde estiveram presentes diversas figuras de destaque do seu tempo, como d’Alembert, que nos deixou diversos testemunhos escritos sobre o autor.  
. Fonte: Dictionnaire des journalistes (1600-1789), in : http://dictionnaire-journalistes.gazettes18e.fr/journaliste/086-louis-de-boissy (Consultado em Maio de 2017)


Encenação: Alfredo Pereira Nunes 
Interpretação: Alfredo Pereira Nunes; Flávia Lopes; Inês Carvalho; João Mais; Cláudio Pereira; Miguel Brás; Miguel Moisés.
Cenografia e figurinos: Sons & Ecos, Lda.
Tradução e adaptação: Raquel Alves Coelho
Som: Anaïs Le Saux
Produção: Sons & Ecos, Lda.
Coordenação do projecto: Raquel Alves Coelho 
 
Público-alvo: Jovens e adultos
Lotação: Min. 20 – Máx. 60
12,00€. Descontos:25% bilhete de grupo (a partir de 4 pessoas)
(Não é permita a entrada de crianças menores de 6 anos)

Bilhetes à venda nos seguintes locais: Loja do Palácio Marquês de Pombal (T. 214430799); Centro de Arte Manuel de Brito; Centro Cultural Palácio do Egipto; Fábrica da Pólvora de Barcarena; FNAC; Worten; El Corte Inglês; C. C. Dolce Vita; Casino de Lisboa; Galerias Campo Pequeno; Ag. Abreu; A.B.E.P.; MMM Ticket e C. c. Mundicenter; Fórum Aveiro; U-Ticketline; Time Out Mercado da Ribeira; Shopping Cidade do Porto; Lojas NOTE; SuperCor - Supermercados; ASK ME Lisboa; Ticketline.

Imagem C. M. Oeiras
Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android