21:00 até às 23:30
Tanto Amor Desperdiçado

Tanto Amor Desperdiçado

Grátis
"Tanto Amor Desperdiçado" (Love's Labour's Lost)
Uma comédia de William Shakespeare

Sala 107 e 108
5, 6 e 7 de Junho
21h
Direção/Orientação: Álvaro Correia
Entrada Livre

"Love’s Labour’s Lost" reflete sobre a urgência do amor nos Homens. A primeira questão que nos surgiu prendia-se à ideia de juventude e à forma como esta se manifesta em paixões precoces e hiperbolizadas. Ao analisarmos a peça, concluímos que, ao contrário do que acontece em Romeu e Julieta, Shakespeare oferece uma perspetiva diferente para o amor, ligada à ideia de desejo, de ardor, algo mais fugaz e efémero. Romeu e Julieta trocam juras eternas e apresentam-se como “o par perfeito” aos olhos dos românticos incuráveis, pois preferem pôr fim às suas vidas, a viver uma vida inteira sem a presença do outro. Contrariamente, em "Love’s Labour’s Lost", assistimos a quatro jovens rapazes que optam por pôr o amor de lado e dedicar todo o seu empenho ao conhecimento e à ciência, convictos de que esta seria a melhor conduta para alcançar a plenitude das suas virtudes. No entanto, ao primeiro sinal de presença feminina, todos sucumbem ao desejo e quebram a jura ao desfiarem os seus pensamentos em versos românticos e vãs cortesias. Porém, este amor não é o mesmo amor que Romeu e Julieta partilham, nem tão pouco o mesmo que Desdémona sente por Otelo. Trata-se antes de algo mais leve e primaveril. As paixões não surgem do deslumbre total pelo ser amado, mas da procura por ver refletida a nossa imagem nos olhos e na paixão de alguém. Amamos na esperança de ver o nosso amor retribuído, desejamos em forma de ricochete, uma vez que esperamos que esse amor embata no objeto desejado e volte para nós, fazendo-nos sentir seguros de nós próprios por termos conquistado aquilo que pretendíamos. Os quatro estudantes desejam as jovens que juraram recusar, como se se tratasse de uma provocação feita para testar a veemência dos seus juramentos. Assim, para nós, a peça resume a tentativa de satisfazer os desejos amorosos, alimentada pelo conflito que surge da angústia de ser perjuro. As quatro raparigas não só figuram a ideia de personificação da tentação, como aparecem para chacotear e descredibilizar os amores supérfluos e precoces. A figura da mulher ganha um destaque importante, por ser ela quem controla todo o monopólio amoroso, fazendo uso dos frágeis piões, já enlouquecidos pela necessidade de satisfação das suas paixões. O homem encontra-se na condição de um pedinte, que suspira por uma esmola aos olhos do poder da mulher. No final, serão estes amores desperdiçados ou acabarão como a clássica história de amor que se desfecha em casamento primaveril?
                                                                     Texto: Madalena Almeida

“Tanto Amor Desperdiçado” é o exercício final da turma B do 2º ano dos alunos de teatro da Escola Superior de Teatro e Cinema.

FERNANDO, rei de Navarra - Daniel Barros
BIRON, fidalgo do rei - Rodrigo Tomás
LONGAVILLE, fidalgo do rei - Victor Caetano
DUMAINE, fidalgo do rei - César Melo
PRINCESA DE FRANÇA - Sofia Burnay e Madalena Almeida
ROSALINA, dama da princesa - Filipa Correia e Mariana Guarda
MARIA, dama da princesa - Diana Vaz
CATARINA, dama da princesa - Beatriz Brito
BOYET, fidalgo da princesa - André Leitão
D. ADRIANO DE ARMADO, aventureiro espanhol - Silvio Vieira
BORBOLETA, pajem de D. Adriano - Marisa Conceição
HOLOFERNES, mestre-escola - Catarina Santos
D. NATANIEL, padre - Alice Coelho
MONO, guarda - Carolina Ferreira
CACHOLA, vilão - Luís Coelho
JAQUINA, serva do campo - Beatriz Costa
MARCADÉ, mensageiro - Carolina Ferreira

Produção: Jéssica Penedo e Mims Čandíková
Design de Cena: Bruna Mendes
Apoio à direção/orientação: Jon Ruiz

* RESERVA OBRIGATÓRIA *
21 498 94 52
gab.producao.teatro@estc.ipl.pt

O exercício tem aproximadamente 2h30, sem intervalo
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android