21:00 até às 22:00
Amor – Os destinos improvisados de amores efémeros e ligeiramente ...

Amor – Os destinos improvisados de amores efémeros e ligeiramente ...

Os Instantâneos

Amor.
Qual o significado desta palavra, que durante séculos atormentou e inspirou poetas e filósofos?
Significa o mesmo para todos?
Quantas palavras são necessárias para o descrever?
Como começa e porque acaba?
Estamos destinados a amar?
Existe amor efémero? E impossível?

Estas são algumas das perguntas, que a nova criação dos Instantâneos, pretende explorar e quem sabe até encontrar respostas. Inspirado nas histórias reais do público presente, AMOR, transportará todos numa viagem onírica, musical, divertida e inesperada. A dramaturgia improvisada do espetáculo, na qual personagens e narrativa são criados no momento, faz de cada apresentação um momento único, efémero.
“AMOR – Os destinos improvisados de amores efémeros e ligeiramente impossíveis”, é também uma viagem musical ao universo das músicas românticas, daquelas que nos envergonhamos de gostar, que sem dúvida são o motor e o combustível deste estranho e dual sentimento. A adaptação musical dos temas, a cargo do músico Glauco César Segundo e interpretados pela voz da atriz Rute Lizardo, são o papel de embrulho desta surpreendente aventura teatral. Falar de amor é falar do que somos e nós somos sempre aquilo que amamos.

Conceito Original MARCO GRAÇA
Direção Artística MARCO GRAÇA
Interpretação MARCO GRAÇA, MARCO MARTIN, NUNO FRADIQUE, RICARDO SOARES, RUTE LIZARDO
Direção Musical GLAUCO CÉSAR SEGUNDO
Música GLAUCO CÉSAR SEGUNDO E RUTE LIZARDO
Cenografia e figurinos JOÃO PEDRO FRAZÃO
Direção Técnica SHOW VENTURA
Vídeo RICARDO REIS
Produção INSTANTÂNEOS

Os Instantâneos, coletivo de teatro de improviso com dez anos de existência, vem fazendo um trabalho híbrido entre o teatro regular e o teatro improvisado. A improvisação teatral, por força de muitas iniciativas eminentemente cómicas durante os últimos 20 anos e na sombra de uma explosão que se deu no stand-up no início do milénio, ficou sempre votada a uma expressão teatral menor. O tamanho do país não ajuda e todas as tentativas de dar outra roupagem à improvisação teatral nunca tiveram êxito, tal o estigma a que a própria classe do teatro a votou. Não obstante, e com o trabalho persistente na apresentação do único festival internacional de improvisação em Portugal – o espontâneo – Os Instantâneos puderam trazer a Portugal uma variedade imensa de formatos, conceitos e novas expressões de improvisação teatral fazendo com que o estigma pouco a pouco se fosse esbatendo. Acresce que alguma literatura académica já vem debatendo e validando a improvisação teatral dando justiça a um ramo do teatro que tem tudo para dar ao teatro regular. O próprio conceito de “devising theatre” já o acentua, mas acreditamos que ainda há caminhos entre o teatro regular e a improvisação teatral para descobrir. É isso que “Casulo.” pretende fazer com o teatro. Dar-lhe mais campo.

Contacto: Centro Cultural Malaposta

Fonte: https://www.cm-odivelas.pt/conhecer-odivelas/agenda-municipal/todos-os-eventos/evento/amor-os-destinos-improvisados-de-amores-efemeros-e-ligeiramente-impossiveis-improviso
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android