N/D
Festival Terras sem Sombra - Sines

Festival Terras sem Sombra - Sines

[Atualização: O concerto pelo ensemble Clarinet Factory está esgotado . Mantém-se a possibilidade de participação nas atividades de património e salvaguarda da biodiversidade]

O Festival Terras sem Sombra apresenta a 21 de agosto, às 21h30, no Centro de Artes de Sines, um concerto pelos clarinetistas checos do ensemble Clarinet Factory. Este ano sob o signo do mar, as propostas do festival para Sines incluem ainda uma atividade em torno da pesca e do património cultural a ela associado, a 21 de agosto, e uma ação de salvaguarda da biodiversidade que incide na riqueza do pescado da região, a 22 de agosto.

O quarteto de clarinete e voz Clarinet Factory, formado por Jindřich Pavliš, Luděk Boura, Petr Valášek e Vojtěch Nýdl, move-se nas fronteiras entre a música clássica e a contemporânea, o jazz, a world music, a música eletrónica e os projetos interdisciplinares de marcado caráter inovador, num percurso singular que lhe tem granjeado reconhecimento internacional e a presença nas mais importantes salas da Europa.

A proposta musical que o Clarinet Factory traz ao Alentejo abrange um repertório que, nas palavras de Jindřich Pavliš, “narra uma história imaginária em torno da eterna procura que caracteriza o nosso percurso, trazendo a lume um pouco do que vislumbrámos e do que nos tocou, de um modo mais penetrante, ao longo das viagens do ensemble pelas quatro partidas do mundo”.

“Amamos a música popular da Chéquia e da Morávia. Amamos Smetana e Dvořák pela sua paixão, Debussy pelo seu colorido, e Bach pela sua estrutura intemporal. Amamos Stravinsky, Janáček e Messiaen pelas suas experiências com os sons da natureza e da palavra e Gershwin pelo seu encontro com o jazz”.

Dessa paixão resulta um encontro original de géneros, estilos e autores que promete cativar e entusiasmar a audiência.

O concerto tem entrada gratuita, mediante levantamento de bilhete.

No dia 21 de agosto, às 15h00, a anteceder a viagem musical ao sabor da corrente do Clarinet Factory, o Festival Terras sem Sombra lança um olhar ao mar. A ação de património, sob a orientação, entre outros peritos locais, de Ricardo Estevam Pereira (arquiteto) e Francisco Chainho (pescador), traça uma panorâmica da pesca. O foco da iniciativa incide no conhecimento das artes e embarcações tradicionais de pesca utilizadas ao longo da costa siniense. Ponto de encontro no Centro de Artes de Sines.

No domingo, 22 de agosto, a partir das 9h30, o mar volta a estar no centro das atenções. A ação de Salvaguarda da Biodiversidade, orientada por especialistas do Laboratório de Ciências do Mar da Universidade de Évora, incide sobre os peixes, moluscos e crustáceos extraídos na região de Sines, com vista a conhecer o seu nome vulgar, modo de vida e de reprodução, distribuição e abundância, métodos de captura e interesse comercial. Dirigem esta etapa do Terras sem Sombra os biólogos João Castro, Teresa Cruz, Teresa Silva, Susana Celestino, Cristina Espírito Santo, Paula Coelho e André Costa. Ponto de encontro no Laboratório de Ciências do Mar da Universidade de Évora (Avenida Vasco da Gama).

O Festival Terras sem Sombra é uma temporada cultural que, em itinerância por diversos concelhos do Alentejo, propõe um programa que abarca a música erudita, o património e a salvaguarda da biodiversidade. As atividades acontecem aos fins de semana e são de entrada livre, sujeitas às regras sanitárias em vigor decorrentes da atual situação pandémica.

O Município de Sines é um dos parceiros institucionais do festival.

Mais informações em www.terrassemsombra.pt.

Fonte: http://www.sines.pt/pages/401?event_id=836
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android