19:00
Microvolumes 4.4 | Rodrigo Araya & Fernando Godoy (Tsonami) + Raquel Castro (Lisboa Soa)

Microvolumes 4.4 | Rodrigo Araya & Fernando Godoy (Tsonami) + Raquel Castro (Lisboa Soa)

MICROVOLUMES 4.4
RODRIGO ARAYA & FERNANDO GODOY (Tsonami) +
RAQUEL CASTRO (Lisboa Soa)
15 Julho 2021 | Porto | Sonoscopia | 19:00
Concerto com oferta de jantar | 6 Sonos

-----
	
NOVA MORADA
Rua Silva Porto 217, Porto
Lotação limitada a 50 lugares
Uso obrigatório de máscara
Não se aceitam reservas

-----

Rodrigo Araya + Fernando Godoy - Performance
Raquel Castro - Projecção do documentário "SOA"


Rodrigo Araya (cl)
O seu trabalho é focado nas interações entre objectos, signos e códigos, e a sua influência psicológica e física como mecanismos de regulação e disciplina. Através deles, Araya pesquisou estruturas de poder e sistemas de conhecimento para descobrir lógicas e regras de normalização social e política. Os seus projectos são caracterizados por uma estética que entrelaça diferentes elementos. Uma das suas principais preocupações é o modo como tudo se modela culturalmente e limita a capacidade de perceber e representar. As suas obras assumem a forma de gráficos, música, publicações, textos, colagens, esculturas e instalações.
https://www.tsonami.cl


Fernando Godoy (cl)
Fernando Godoy investiga o som e a escuta como experiência e fenómeno social. É director do Festival Tsonami há mais de dez anos. Como artista, produziu obras de rádio, instalações sonoras, composições experimentais, performances e projectos web, tendo apresentado o su trabalho no Chile, Perú, Canadá, Colômbia, Estónia, Itália, Bolívia, Austrália, Grécia e Alemanha. Actualmente é director do Centro de Artes Sonoras Base Tsonami, co-curador da galeria e artes sonoras Sala BASE, co-editor da revista Aural e da rádio Tsonami, editor da Tsonami Records e da plataforma Audiomapa.
https://www.tsonami.cl


Raquel Castro (pt)
O seu trabalho baseia-se na relação entre som, arte, ambiente e urbanismo e tem vindo a ser desenvolvido em diferentes formatos. É investigadora de paisagens sonoras, realizadora e curadora. É fundadora e directora do festival de arte sonora Lisboa Soa e do simpósio internacional Invisible Places. É doutorada em Comunicação e Artes pela FCSH-UNL com a tese “Contribuições para uma análise da paisagem sonora: som, espaço e identidade acústica”. Como realizadora, destaca Soundwalkers (2008) e “Soa (2020). É actualmente investigadora integrada do Cicant / Universidade Lusófona.
http://www.lisboasoa.com


-----
O ciclo regular Microvolumes, tem o apoio do programa Criatório da Câmara Municipal do Porto.
Os eventos publicados estão sujeitos a adiamento ou cancelamento devido ao surto de Coronavírus. Recomendamos que confirme toda a informação junto do promotor oficial deste evento. Por favor contacte-nos se detectar que existe alguma informação incorrecta.
Download App iOS
Viral Agenda App
Download App Android